Carreira

Aprenda lições de empreendimento com o filme “Frozen”

Se você já esteve perto de qualquer criança ao longo deste ano, você provavelmente já tenha ouvido a trilha sonora de “Frozen”. Você já deve ter visto também uma abundância de fantasias da protagonista Elsa, enfim. Mas mesmo sem passar um dia sem ouvir um trecho de “Let It Go”, você provavelmente não pensou que pode aprender algo com a Disney e o filme Frozen.

De acordo com Eric Ries, autor de “The Lean Startup”, um pivô faz com que haja mudança de estratégia sem fazer uma alteração na visão. A Disney é um mestre Desta técnica. Todos os seus filmes criam a oportunidade de se transformarem em mercadoria, resorts e parques temáticos, ancorados pela marca Disney. O boneco de neve Olaf sozinho criou centenas destes pontos. A Disney transformou o personagem animado em bichos de pelúcia, pijamas, globos de neve, e até mesmo o anfitrião do espetáculo do California Adventure Park “Winter Dreams”. Elsa e Anna têm agora seu próprio show no gelo e um livro da série.

Mas você não tem que ser a Disney para usar estes fatores em sua vantagem. Veja algumas dicas que vão ajudá-lo a aproveitar a flexibilidade e imaginação para obter sucesso enquanto permanece fiel a seus valores fundamentais:

Foque na sua melhor ideia: claro, a Disney tem todo um universo de personagens e cenas para trabalhar. Mas pense de volta no início da empresa. A Walt Disney iniciou o estúdio de uma história com a qual trabalhou. A equipe então pegou esse padrão e repetiu-o, girando o seu caminho para outras mídias e histórias. Ao invés de tentar criar uma enorme biblioteca de ideias, comece capitalizando a sua melhor ideia. Ela pode vir a ser o início de seu universo.

Maximize a experiência do consumidor: você consegue expandir seu negócio quando passa a não maximizar somente seus ganhos e lucros, mas também se importar com a experiência do consumidor. A Disney faz isso através dos parques, produtos e filmes e sempre há algo novo para os clientes.

Esteja aberto para as novidades do mercado: não perca as oportunidades que o mercado oferece e fique atento aos mercados emergentes. Reúna toda sua equipe e dê a oportunidade de todos expressarem suas ideias.

Lembre-se da integração: quando você pensa nas franquias da Disney, tudo é integrado. Sim, os parques tem renda independente, mas eles se baseiam sempre nos lançamentos de filmes e vedem os produtos que mais combinam com o momento. Ao invés de pensar em seus produtos como linhas separadas, pense neles como um universo de produtos integrados.

 

Topo