Como usar a competividade no mercado de trabalho a seu favor

Talvez a maior dificuldade de todos os profissionais, sem exceção, seja equilibrar o trabalho com a vida pessoal.  O que acaba acontecendo é a mistura destas duas áreas, o que pode gerar confusão entre o que deve ou não ficar do lado de fora do escritório.

Não é incomum que ao passar a conviver com outros profissionais de sucesso, as pessoas acabem perdendo a perspectiva do quanto essa experiência pode ser enriquecedora por excesso de competividade. Quantas vezes você já se pegou pensando “Por que ele conseguiu esta oportunidade e eu não?”?

Apesar de não ser dos sentimentos mais nobres, essa “inveja” é algo quase padrão no mercado de trabalho. Mesmo que o individuo não aja de má fé com ninguém, este tipo de pensamento é muito prejudicial ao profissional e sua carreira.

Porém, existe uma maneira de transformar estes sentimentos em algo positivo e tudo o que você precisa é uma mudança de percepção. O mais importante neste processo é lembrar que o mercado de trabalho não é um campo de batalha: é uma sala de aula. Em vez de encarar seus colegas como competidores, vê-los como companheiros faz toda a diferença.

Focar-se apenas em vencer alguém é um desperdiço de tempo. Em momentos onde você não consegue evitar essa “inveja”, a melhor maneira de abordar a situação é pensando: “Esta pessoa está fazendo algo certo. Vou pegar uma ótima dica de como ela fez isso e adicionar ao meu arsenal”.

A mudança é simples, mas causa resultados muito positivos. No lugar de continuar estagnado em sua carreira por nutrir sentimentos ruins, você vai colecionar boas conselhos e diretrizes. A melhor parte? A maior parte das pessoas se sente feliz em compartilhar destes aprendizados com os outros. Admitir que você está morrendo de inveja de algo incrível que elas estão fazendo é a melhor maneira de começar uma conversa entre amigos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).