Carreira

Falta de cuidados com saúde mental afeta funcionários e empresas

Amy Morin

iStock

iStock

Grande parte das horas que se passa acordado é dedicada ao trabalho. Durante esse período, o ambiente é fulcral na hora de ajudar a saúde mental dos funcionários. No entanto, as companhias raramente se preocupam com o tema e muitos empregados sentem isso na pele.

Há medidas que patrões podem tomar para reduzir o estresse de seus funcionários, mas as empresas precisam reconhecer a importância da saúde mental de seus empregados.

De acordo com a consultoria de saúde Substance Abuse and Metal Health Services Administration, uma a cada cinco pessoas foi diagnosticada com problemas de saúde mental no último ano. A maioria tem problemas como depressão e ansiedade. Funcionário com essas doenças custam às empresas bilhões de dólares por ano. Estima-se que 217 milhões de dias de trabalho sejam perdidos pela diminuição de produtividade de empregados com problemas.

Além disso, nos Estados Unidos, doenças psiquiátricas estão em quinto lugar nas causas de incapacidade a curto prazo e em terceiro como motivo de afastamento a longo prazo.

Funcionários estão estressados

Em outro estudo, consultoria norte-americana Xerox mostrou que 84% dos empregados dizem acreditar que ter grandes responsabilidades na empresa gera bem estar. Entretanto, a pesquisa constatou que o desempenho dos funcionários está acima do bem estar e do estresse relacionado ao trabalho.

Apesar da boa intenção das empresas, a pesquisa revelou que 53% dos norte-americanos estão com o nível de estresse acima da media. Além disso, 33% afirmam que o estresse aumentou nos últimos cinco anos. Esse é um dos principais fatores que podem desencadear problemas psiquiátricos e motivar doenças como depressão e ansiedade.

O problema da falta de tratamento

Quando as pessoas são diagnosticadas com problemas físicos, como diabetes, eles não esperam para procurar tratamento. As doenças psiquiátricas, por outro lado, ficam sem ser tratadas por anos. O problema é que, sem tratá-las, elas podem piorar e ficar ainda mais difíceis de curar.

A boa notícia é que a maioria das doenças psiquiátricas é tratável. Mas cabe a pessoa identificar os sintomas e procurar ajuda. Outro problema é que nem todos podem pagar um tratamento psicológico ou psiquiátrico.

Comentários
Topo