Carreira

O que Floyd Mayweather pode ensinar sobre dinheiro

Getty Images

Getty Images

Floyd Mayweather já foi campeão mundial de boxe oito vezes ao longo de sua carreira. Há duas semanas, o norte-americano participou da chamada “luta do século”, na qual disputou a vitória com Manny Pacquiao, e se deu melhor.

Mas, além de ser um dos melhores boxeadores do mundo, Mayweather também sabe muito bem como administrar seu dinheiro e, acredite, pode dar ótimas lições. Afinal, não é a toa que seu apelido é “Money” (“dinheiro”, em tradução livre). É comum que, por exemplo, as pessoas tenham muito mais vontades do que dinheiro para satisfazê-las. Não é o caso de Mayweather. Ele deixa claro: não há problema em gastar com coisas que realmente importem, mas saiba priorizar.

É preciso pensar também em emergências. Ter economias é a primeira ação de defesa importante que você deve aprender. É isso que faz com que você não chegue à falência. Comece com uma quantia pequena e depois aumente conforme o tempo for passando.

Considere também o mercado de ações, mas tome muito cuidado. É extremamente arriscado colocar todo seu dinheiro, ou mais do que 15% dele, em somente um setor. Tenha certeza de que seu leque de investimento está variado.

Agora, pensando um pouco mais pra frente, não se esqueça do testamento. Pode parecer exagero, mas em um mundo como de Mayweather é importante já deixar tudo pronto. Se vice morrer sem ter deixado um testamento explicando como você quer que a distribuição de renda seja feita, isso acontecerá da maneira que um juiz decidir.

Comentários
Topo