Carreira

5 sinais de que seu chefe pode ser incompetente

São raros os casos dos funcionários que estão satisfeitos com seus chefes. Esse fato pode ser considerado drama, mas em alguns casos, os reclamantes podem mesmo ter razão.

VEJA MAIS: Não seja uma celebridade no trabalho

Nem sempre as pessoas estão felizes nos cargos que ocupam, e muitas vezes, apesar do enorme reconhecimento e capacidade que têm, podem preferir atuar em posições não tão altas e fazer trabalhos que não envolvam tanta responsabilidade. Reconhecer esta realidade não é um problema. Arriscar, errar e assumir gostos e habilidades fazem parte do crescimento e são atitudes necessárias.

Apesar do possível desconforto que pessoas de alto cargo podem causar em seus contratados, compreensão é um sentimento necessário ao bem-estar e à harmonia do local de trabalho. Já parou pra pensar no quanto cada pessoa pode aprender com outra?

Veja na galeria abaixo sinais de que seu chefe talvez não esteja tão adaptado assim ao cargo:


SAIBA TAMBÉM: Tratar funcionários como membros da família pode ser o segredo do sucesso de qualquer empresa

  • Ele está sempre fora de contato

    Um gestor demonstra incompetência ao perder o controle do contato que tem com seus funcionários. Demandar afazeres é natural, mas não saber onde eles se encaixam e como andam, é um grande defeito. Aqueles que prestam serviços estão por dentro da rotina e sabem quando o chefe faz uma pergunta sabendo ou não do que se trata.

  • Ele tem medo e tenta impedir grandes avanços

    Ao estar distante e identificar um grupo de funcionários que busca impulsionar a empresa, sem nem saber inteiramente do que se trata, o veto é a reação de prontidão de um chefe incompetente. Relutar e procurar uma rota de fuga àquilo que não é de total conhecimento e segurança são ações básicas de uma pessoa que, mesmo estando num cargo alto, não permite que grandes avanços sejam feitos caso seu nome e reputação não estejam envolvidos. Permanecer na inércia, portanto, é, com uma certa frequência, a opção escolhida.

  • Ele faz o trabalho de outras pessoas, ao invés do dele próprio

    A insegurança em ocupar um lugar de tão alto nível pode ser grande demais e, não saber exatamente o dever que se tem na gestão, é algo complicado. É bastante comum que alguns chefes, ao invés de fazerem seus próprios trabalhos, prefiram fazer outros – realmente botar a mão na massa. A grande questão é: porque ele faz isso?

  • Ele deixa de fazer sentido

    Quem nunca ouviu o discurso de um chefe e logo pensou: “Sobre o que ele está falando?”? Nestes momentos não tão raros assim, os funcionários devem relevar e considerar a quantidade de adrenalina que possivelmente está correndo por seu corpo naquela hora, mas a recorrência do acontecimento deve ser estudada.

  • Ele não tem mais boas ideias

    Nem todos são obrigados a ter boas ideias. Às vezes, um bom pensamento precisa ser complementado por um ponto de vista de um terceiro, mas a falta de propostas, comentários e argumentos é questionável e, quando parte de um chefe, é preciso revisá-la.

Ele está sempre fora de contato

Um gestor demonstra incompetência ao perder o controle do contato que tem com seus funcionários. Demandar afazeres é natural, mas não saber onde eles se encaixam e como andam, é um grande defeito. Aqueles que prestam serviços estão por dentro da rotina e sabem quando o chefe faz uma pergunta sabendo ou não do que se trata.

Comentários
Topo