Carreira

Grandes feitos pedem egoísmo e não ter medo de ser idiota

iStock

iStock

Todo mundo já se sentiu paralisado, incapaz de seguir em frente. A vontade às vezes é de não fazer nada, apesar de se saber que essa postura é prejudicial. É como se a motivação tivesse tirado férias.
É difícil ter coragem para enfrentar terrenos novos e se arriscar quando não há certezas. Mas isso é necessário. Nossas experiências, boas e ruins, são os elementos mais ricos da vida e podem fazer total diferença em todos os aspectos. Foque em ter disposição, disciplina e força de vontade para voltar a olhar o mundo com novos olhos.

VEJA MAIS: Por que uma criança que trata bem os pais tem mais chances de sucesso

Um pouquinho de egoísmo faz bem

Quando não queremos fazer algo, arranjamos todos os argumentos do mundo para justificar a falta de vontade, além de, muitas vezes, colocarmos a culpa em outras pessoas. No entanto, quando queremos fazer algo, tendemos a nos concentrar em todos os pontos positivos que irão nos beneficiar. Essa postura egoísta é benéfica. Faça uso deste mesmo pensamento no momento em que estiver desanimado. Foque no bônus de cada uma das atitudes que tem ensaiado fazer, mesmo que lhe pareça pensar demais em você mesmo.
Exercite perguntar a si mesmo quais os pontos positivos e o quanto cada atitude acrescentará na sua vida profissional e pessoal. A maioria das experiências faz diferença e pode ser um ponto que o destaca diante de outras pessoas. Imagine-se no futuro, colhendo os frutos desses esforços do presente. A receita é quase infalível. Seu ânimo com certeza vai aparecer.

SAIBA TAMBÉM: 7 entre 10 trabalhadores se demitiriam por trabalhos mais flexíveis

Não tenha medo de parecer idiota

Um outro grande obstáculo para que as pessoas atuem em novas áreas e se aventurem em terras desconhecidas é a descrença. Muitas vezes a desistência vem antes da tentativa simplesmente por não acreditar na capacidade de se fazer aquilo proposto. Mesmo que as novas atividades sejam desconfortáveis, é preciso sempre lembrar que, se continuar a fazer apenas as mesmas coisas, nunca haverá novidades a oferecer – e isso cabe em quase todas as áreas da vida.

Para ser bom em alguma coisa nova, o primeiro passo é estar disposto a errar, o que é inevitável. O aperfeiçoamento vem com o tempo e ser lapidado dói, mas isso faz parte e leva ao sucesso. Não tenha medo de parecer um novato desajeitado, todo mundo tem dias assim. Mas lembre-se de que nem todo mundo tem a coragem e a ousadia de ultrapassar suas limitações.

Comentários
Topo