Carreira

6 atitudes banais que podem ser motivo de demissão

Existem muitos motivos pelos quais, mesmo um bom profissional, pode ser demitido de seu emprego. É preciso ter ciência de que não só na vida, mas também no mercado de trabalho, algumas atitudes que parecem corriqueiras podem trazer consequências bastante graves.

VEJA TAMBÉM: 10 coisas para se fazer quando você odeia o seu emprego

Um estudo do Instituto ePolicy entrevistou mais de 300 empresas e descobriu que um terço delas tinha demitido funcionários pelo mau uso da tecnologia e 45% delas rastreavam seus funcionários por meio da tecnologia. Não há uma regra para que os funcionários saibam quando isso está acontecendo. Nos Estados Unidos, por exemplo, apenas dois estados obrigam suas companhias dar este tipo de alerta.

E MAIS: 10 perguntas que o seu currículo deve responder em 10 segundos

Mas, quando se trata de razões para ser demitido, existem milhares de possibilidades. Portanto, vale a pena ver algumas das mais corriqueiras e até mesmo, imperceptíveis que você pode prevenir. Veja na galeria de fotos abaixo:

  • Prometer a mais e cumprir a menos

    Se você fez uma promessa implícita para ser aceito no emprego em que está hoje, saiba que é bom você ser capaz e estar disposto a cumpri-la junto com todas as outras responsabilidades do cargo. Aceitar um emprego que você não está qualificado, pode comprometer sua carreira. Entenda que essa atitude não pega bem. Seja sincero ou dê o seu melhor para crescer e cumprir com suas palavras.

  • Negatividade

    Você foi contratado para facilitar o trabalho do seu superior ou o de uma outra área, mas na prática não é bem assim. Algumas coisas cairão sobre o seu colo e não há muito o que fazer. Ser sincero é o correto, mas existem formas e formas de se dizer algo. Seja, portanto, cauteloso com a forma e com a frequência em que você vai reclamar da situação. Isso pode, facilmente, se tornar um peso a mais aos que trabalham com você.

  • Amigável demais

    Ser sociável e fazer amizades durante o período de trabalho pode ser saudável e harmônico ao escritório. Mas fazer isso o dia inteiro, o tempo todo, indica que há alguma coisa de errado. Verifique se os seus colegas verdadeiramente correspondem a esta sua empolgação, se o seu chefe não está incomodado e, principalmente, se isso não interfere na sua produtividade.

  • Falta de inteligência emocional

    Todos sabem que pessoas são complexas e conviver com elas é ainda mais. Para criar uma boa relação profissional, é preciso ter inteligência emocional, saber a hora de dizer certas coisas, fazer uma piada no momento certo ou até mesmo desabafar no lugar e momento mais adequados. É preciso ser emocionalmente inteligente para não explodir, não menosprezar os outros, não ignorar todas as opiniões ao seu redor.

  • Bom senso

    Muitas pessoas não pensam duas vezes antes de levar para casa um pacote de papéis da impressora, ou antes de usar o táxi da empresa para satisfações pessoais. No entanto, aos olhos do seu empregador, isso pode ser considerado roubo ou, no mínimo, falta de bom senso. Abusar dos recursos da empresa é um delito grave, mesmo que o valor monetário não signifique muito.

  • Falar em nome da empresa

    A partir do momento em que você fala em nome da empresa, você pode, não só se queimar como profissional, mas também jogar por água abaixo todo o trabalho que uma equipe fez durante anos. Então consulte seus superiores, não se arrisque muito. Se surgirem dúvidas: tire-as.

Prometer a mais e cumprir a menos

Se você fez uma promessa implícita para ser aceito no emprego em que está hoje, saiba que é bom você ser capaz e estar disposto a cumpri-la junto com todas as outras responsabilidades do cargo. Aceitar um emprego que você não está qualificado, pode comprometer sua carreira. Entenda que essa atitude não pega bem. Seja sincero ou dê o seu melhor para crescer e cumprir com suas palavras.

Comentários
Topo