Carreira

3 maneiras de se preparar para o domínio da tecnologia no seu trabalho

Seu trabalho vai se tornar obsoleto? Há 50 anos, a capa da revista “Life” deu um aviso: “A automação já chegou, os trabalhos estão escassos.” A própria revista suspendeu sua publicação semanal em 1972. Porém, os empregos cresceram nos EUA na década seguinte. 21 milhões de norte-americanos estavam empregados.

LEIA MAIS: Empresa apresenta drones inspirados em naves de “Star Wars”

A questão agora é compreender como as tecnologias inteligentes vão impactar nossos trabalhos e nos permitir sermos mais produtivos dentro e fora do escritório.

Mas como isso impactará os trabalhadores que usam seus conhecimentos para exercer sua profissão? O Boston Consulting Group prevê que, até 2025, um quarto das vagas de emprego estarão preenchidas por softwares ou robôs, e um estudo da Universidade de Oxford sugere que até 35% dos trabalhos existentes no Reino Unido sofrem risco de automação nos próximos 20 anos.

LEIA MAIS: 4 motivos para visitar Oahu, a maior ilha do Havaí

Veja na galeria a seguir três perguntas essenciais tanto para empresários como para pessoas que trabalham com recursos humanos sobre como as tecnologias vai impactar os trabalhos:

  • Que empregos chaves serão impactado por tecnologias inteligentes?

    Analisando quatro empregos podemos entender o impacto das tecnologias inteligentes: jornalista, consultor financeiro, médico e caixa de banco. Em todos esses casos a tecnologia traz mudanças significativas para certos aspectos desses trabalhos, mas isso não quer dizer, necessariamente, as máquinas substituirão os trabalhadores dessas áreas.

    Atualmente, jornalistas podem colocar seus textos em um algoritmo da Narrative Science e da Automated Insights, duas empresas que usam máquinas para escrever um artigo em questão de segundos. A primeira reação de um jornalista pode ser de medo, mas, com o lançamento dessa ferramenta, há uma oportunidade inédita: a de aprender a usar as reportagens básicas feitas pelo programa e focar em escrever um artigo de um ponto de vista mais estratégico.

    Consultor financeiro é outro exemplo de como a tecnologia assumiu grande parte das tarefas de um emprego – nesse caso, o aconselhamento financeiro. Por estarem sempre checando o Analytix Insights (software de análise de dados), parte de seus trabalhos já é automatizada. A parte crítica (aconselhar clientes, estabelecer confiança e prover expertise profissional) depende das habilidades dos consultores. Essa área usa inteligência social e emocional, logo, não há uma grande chance de que se tornar automatizada no futuro.

    Há alguns anos, os robôs vêm ajudando médicos a realizarem cirurgias. A velocidade é um fator crucial no sucesso dessas operações e os robôs são capazes de realizar certas tarefas mais rápido do que os humanos. Porém, isso não significa que os robôs vão substituir humanos, só que, em certas tarefas, eles poderão ajudar os profissionais a realizarem seu trabalho.

    Por fim, a proliferação de máquinas de atendimento bancário tem levado à diminuição quase que imperceptível de atendentes, devido ao fato de que os atendentes precisam ser treinados. As máquinas, não.

  • Quais são as estratégias dos empregados para lidar com tecnologias inteligentes?

    Líderes de recursos humanos devem focar em criar postos de trabalho que combinam tecnologias inteligentes e humanos trabalhando em parceria.

    Porém, essa visão não pode ser delegada apenas aos recursos humanos. Independentemente da sua indústria, a tecnologia pode tanto simplificar as regras como permitir um vigor no local de trabalho. Descobertas tecnológicas vão acelerar exponencialmente rupturas tanto quanto irão ajudar os empregados a desenvolverem novas habilidades.

  • Como se preparar para esse novo mundo?

    Pergunte a si mesmo o que você, seu time e sua organização podem fazer para se preparar para esse novo mundo. Veja alguns exemplos de perguntas para se fazer:
    Você:
    • De que maneira os softwares e robôs podem minar o meu negócio?
    • Que trabalhos podem ser criados a partir dessa tecnologia?
    Seu time:
    • Como criamos uma noção de parceria humanos-máquinas?
    • Podemos mudar como os nossos funcionários lidam com essa parceria?
    Sua organização:
    • Como as tecnologias inteligentes podem se incorporar em nosso trabalho para ajudar nossos empregados a serem mais produtivos e eficientes em seus trabalhos?
    • Qual é o impacto de nossos treinamentos para funcionários à medida que tecnologias inteligentes se tornam mais comuns no espaço de trabalho?

Que empregos chaves serão impactado por tecnologias inteligentes?

Analisando quatro empregos podemos entender o impacto das tecnologias inteligentes: jornalista, consultor financeiro, médico e caixa de banco. Em todos esses casos a tecnologia traz mudanças significativas para certos aspectos desses trabalhos, mas isso não quer dizer, necessariamente, as máquinas substituirão os trabalhadores dessas áreas.

Atualmente, jornalistas podem colocar seus textos em um algoritmo da Narrative Science e da Automated Insights, duas empresas que usam máquinas para escrever um artigo em questão de segundos. A primeira reação de um jornalista pode ser de medo, mas, com o lançamento dessa ferramenta, há uma oportunidade inédita: a de aprender a usar as reportagens básicas feitas pelo programa e focar em escrever um artigo de um ponto de vista mais estratégico.

Consultor financeiro é outro exemplo de como a tecnologia assumiu grande parte das tarefas de um emprego – nesse caso, o aconselhamento financeiro. Por estarem sempre checando o Analytix Insights (software de análise de dados), parte de seus trabalhos já é automatizada. A parte crítica (aconselhar clientes, estabelecer confiança e prover expertise profissional) depende das habilidades dos consultores. Essa área usa inteligência social e emocional, logo, não há uma grande chance de que se tornar automatizada no futuro.

Há alguns anos, os robôs vêm ajudando médicos a realizarem cirurgias. A velocidade é um fator crucial no sucesso dessas operações e os robôs são capazes de realizar certas tarefas mais rápido do que os humanos. Porém, isso não significa que os robôs vão substituir humanos, só que, em certas tarefas, eles poderão ajudar os profissionais a realizarem seu trabalho.

Por fim, a proliferação de máquinas de atendimento bancário tem levado à diminuição quase que imperceptível de atendentes, devido ao fato de que os atendentes precisam ser treinados. As máquinas, não.

Comentários
Topo