Carreira

3 coisas que um bom líder deve observar em economias colaborativas

Um ambiente de trabalho em constante mudança precisa de pessoas dispostas a evoluir com ele, pessoas que não se adaptam só como indivíduos, mas como parte de uma equipe. Elas devem ser resilientes e curiosas o suficiente para aprender como abraçar as mudanças e continuar trabalhando.

LEIA MAIS: 5 perguntas para fazer antes de tomar decisões estratégicas

De qualquer maneira, não é responsabilidade de cada indivíduo “chegar lá” – cabe aos líderes organizacionais criarem o ambiente certo para que tais comportamentos ocorram. Para saber as 3 coisas que líderes devem considerar antes de entrar para a economia compartilhada, veja a galeria de fotos:

  • Conhecimento traz conhecimento

    Quanto mais você sabe, mais você quer saber. Em um estudo conduzido por George Loewenstein, professor de economia e psicologia na Carnegie Mellon University, pessoas foram divididas em dois grupos. No primeiro, cada participante foi colocado em frente a um computador cuja tela estava segmentada em 50 partes. Por trás de cada quadrado havia uma imagem de um animal diferente. Depois de um tempo, as pessoas pararam de clicar por já saberem o que esperar.

    Agora, compare com o segundo grupo, que se deparou com 50 quadrados, todos agora com o mesmo animal por trás. O que aconteceu? Cada participante clicou em todos os quadrados porque sua curiosidade foi aguçada. A informação recebida viabilizou o progresso, e o mesmo pode acontecer com seu time.

  • Conhecimento não é poder

    Sim, você leu certo – conhecimento não é poder. A velha expressão que afirma o contrário não é mais relevante em um mundo onde as pessoas estão conectadas e a informação está dispersa. Se você está se atendo às informações porque acha que vai proteger seus próprios interesses, pense de novo. Conhecimento torna as coisas possíveis. Conhecimento alimenta conhecimento, exatamente como visto ao lado. Ele dá às pessoas a capacidade de se construírem. A menos que você queira ser sobrecarregado de informações, você deve compartilhar suas tarefas com as pessoas da sua equipe. Foque sempre nesses três objetivos:

    1. Evite tarefas duplicadas
    2. Maximize time e reduza custos desnecessários
    3. Mantenha corpo e mente sãos

  • Saber trabalhar em equipe é uma habilidade

    Há uma certa realização tomando corpo no mundo dos negócios atualmente. Companhias estão percebendo que a hierarquia na qual estão estruturadas não garantem com que as coisas sejam feitas. Em vez disso, o trabalho é completo por meio de relacionamentos, seja com pessoas ou equipes. Relacionamentos são a base de um conhecimento íntimo, um caminho para qualquer líder criar um ambiente psicologicamente agradável para que as pessoas compartilhem o que passa por suas mentes.

Conhecimento traz conhecimento

Quanto mais você sabe, mais você quer saber. Em um estudo conduzido por George Loewenstein, professor de economia e psicologia na Carnegie Mellon University, pessoas foram divididas em dois grupos. No primeiro, cada participante foi colocado em frente a um computador cuja tela estava segmentada em 50 partes. Por trás de cada quadrado havia uma imagem de um animal diferente. Depois de um tempo, as pessoas pararam de clicar por já saberem o que esperar.

Agora, compare com o segundo grupo, que se deparou com 50 quadrados, todos agora com o mesmo animal por trás. O que aconteceu? Cada participante clicou em todos os quadrados porque sua curiosidade foi aguçada. A informação recebida viabilizou o progresso, e o mesmo pode acontecer com seu time.

Comentários
Topo