Carreira

5 perguntas para descobrir se você é um bom chefe

Você é bom em gerir pessoas? A maioria dos gestores, quando se depara com essa pergunta, se limita a discorrer sobre suas habilidades em liderança. Entretanto, uma pesquisa realizada pelo instituto Gallup com 7.272 adultos norte-americanos revelou justamente o contrário: 50% deles já abandonaram seus empregos em algum momento da vida para fugir de seus gestores e melhorar a qualidade de vida ou a carreira.

LEIA MAIS: 7 dicas para liderar uma equipe mesmo quando você não é chefe

O mau gerenciamento de pessoas também afeta negativamente a felicidade e a produtividade dos funcionários. Veja, na galeria de fotos, cinco perguntas que você pode fazer a si mesmo para descobrir se é ou não um bom chefe:

  • Você definiu e comunicou claramente a estratégia e a visão ao seu grupo, departamento ou organização?

    Isso não significa enviar um e-mail para sua equipe com alguns slides sobre a missão, a visão e os valores da companhia. Isso significa convidar o seu time para, em conjunto, definir as estratégias, os objetivos e a iniciativa que vocês precisarão tomar para atingir as metas estabelecidas. Quanto maior o nível de participação em questões estratégicas, maior será o comprometimento dos funcionários.

  • Você já trabalhou com cada um de seus funcionários para ajudá-los a entender o papel que eles têm no sucesso da organização?

    De acordo com uma pesquisa da Robert Half Management Resources, empresa que oferece serviços de gerenciamento, 53% dos trabalhadores não conseguem fazer uma conexão entre os seus deveres diários e o impacto na companhia. Para responder sim à essa questão, você precisa ter trabalhado individualmente com cada funcionário para ajudá-lo a criar suas metas de desempenho, que devem estar relacionadas com os objetivos e estratégias da organização ou do departamento.

  • Você se encontra regularmente com cada funcionário para conversar sobre o desenvolvimento profissional dele?

    Ser um bom gestor de pessoas significa ser um bom coach, mentor ou professor. Portanto, uma única sessão anual de feedback não é suficiente. É preciso criar um cronograma regular de encontros que ofereçam retornos sobre o trabalho, dêem crédito para as tarefas realizadas e tirem o receio de conversas difíceis.

  • Você encoraja seus funcionários a alcançar o sucesso ao delegar trabalhos importantes e significativos?

    As pessoas querem fazer sucesso e continuar a aprender no ambiente de trabalho. Se você não fornecer oportunidades de crescimento e não ajudar os funcionários a construir e incrementar suas habilidades, você não será visto como um bom líder.

  • Você é capaz de reconhecer um bom trabalho?

    Isso não significa falar “bom trabalho” à toa. Uma crítica disfarçada de elogio também não conta. Reconhecer um bom trabalho significa oferecer recompensas que estimulem o comportamento positivo, aumentar o senso de progresso dos funcionários e mantê-los motivados.

Você definiu e comunicou claramente a estratégia e a visão ao seu grupo, departamento ou organização?

Isso não significa enviar um e-mail para sua equipe com alguns slides sobre a missão, a visão e os valores da companhia. Isso significa convidar o seu time para, em conjunto, definir as estratégias, os objetivos e a iniciativa que vocês precisarão tomar para atingir as metas estabelecidas. Quanto maior o nível de participação em questões estratégicas, maior será o comprometimento dos funcionários.

Comentários
Topo