Carreira

6 dicas para parar de pensar demais

Não importa se estão remoendo algo que aconteceu no passado ou pensando em como obter sucesso no futuro: as pessoas que pensam demais estão sempre atormentadas com reflexões estressantes. Sua inabilidade em conseguir se livrar dos problemas da sua própria mente as deixam em um estado constante de angústia.

Monólogo interno inclui dois tipos de pensamento padrão muito destrutivos: a reflexão e a preocupação exageradas

Apesar de ser comum pensar demais em alguns casos, algumas pessoas simplesmente não conseguem acalmar sua enorme quantidade de pensamentos. Esse monólogo interno inclui dois tipos de pensamento padrão muito destrutivos: a reflexão e a preocupação exageradas.

LEIA MAIS: Por que cardiologistas prescrevem mindfulness para seus pacientes

A reflexão exagerada envolve remoer o passado. Os pensamentos podem incluir coisas como: “Eu não deveria ter falado na reunião de hoje. Todos me olharam como se eu fosse um(a) idiota”; “Eu nunca serei promovido(a). Não importa o que eu faça, isso não vai acontecer”; ou até “Meu (minha) cônjuge vai achar alguém melhor do que eu. Eu vou acabar divorciado(a) e sozinho (a)”.

Pessoas que pensam demais não usam apenas palavras para contemplar suas vidas. Às vezes, eles até incluem cenas e imagens em suas reflexões. Elas podem, por exemplo, imaginar seu carro desviando da estrada ou ficar relembrando eventos angustiantes em sua cabeça como um filme. De qualquer forma, a tendência de pensar excessivamente as impedem de fazer coisas produtivas.

LEIA TAMBÉM: Por que a meditação é a sua melhor arma para aumentar a produtividade no trabalho

O problema de pensar demais não é apenas o incômodo. Pode também representar um grande obstáculo ao bem-estar. Pesquisas afirmam que reviver erros, deficiências aborrecimentos aumenta os riscos de problemas mentais. E quando a sua saúde mental é prejudicada, a tendência de remoer problemas aumenta, o que pode levar a um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado. Além disso, estudos também mostraram que esse hábito gera um grande estresse emocional. Para escapar disso, muitas pessoas que pensam demais tendem a adotar estratégias nada saudáveis, como o abuso do álcool ou da comida.

Mentes inquietas também dificultam o sono. Pesquisas confirmam isso e ainda descobriram que quadros de preocupação excessiva estão diretamente relacionados a má qualidade e poucas horas de sono.

Colocar um fim nesse padrão de comportamento é mais fácil na teoria do que na prática. Mas é possível com treinamento consistente. Veja na galeria de fotos 6 dicas para parar de pensar demais em problemas e assuntos desnecessários:

  • Perceba quando você está pensando demais

    Ficar atento é o primeiro passo para colocar um fim nos pensamentos desnecessários excessivos. Comece a prestar atenção na maneira como você pensa. Quando você se der conta de que está remoendo eventos repetitivamente ou se preocupando com coisas que você não pode controlar, reconheça que esse não é um comportamento produtivo.

  • Desafie seus pensamentos

    É fácil ser levado por pensamentos negativos. Portanto, antes de concluir que você será demitido se ficar doente ou que esquecer um prazo irá causar danos enormes, saiba que seus pensamentos podem estar exagerando na negatividade. Aprenda a reconhecer e a substituir raciocínios errados, antes que eles se transformem em uma grande loucura.

  • Mantenha o seu foco nas soluções dos problemas

    Ficar submerso em problemas não irá ajudar, mas procurar soluções sim. Se pergunte quais são os passos que você precisa dar para aprender com um erro ou evitar problemas futuros. Em vez de ficar questionando o motivo que levou a uma determinada situação, pense nas atitudes que podem resolvê-la.

  • Reserve um tempo para refletir

    Ficar relembrando seus problemas por um longo período não é nada produtivo, mas uma rápida reflexão pode ser positiva. Pensar em como você poderia fazer as coisas de um modo diferente ou reconhecer potenciais falhas no seu plano, por exemplo, pode ajudá-lo no futuro.

    Reserve 20 minutos por dia para pensar. Durante este tempo, você pode deixar sua mente ser invadida por preocupações, remoer assuntos do passado ou refletir sobre qualquer coisa. Quando esse tempo acabar, faça algo mais produtivo. Quando você perceber que está pensando demais fora do seu horário reservado, lembre-se de que você poderá fazer isso em outro momento.

  • Pratique o mindfulness

    É impossível refazer o que aconteceu no passado ou se preocupar sobre o futuro quando você está vivendo no presente. Comprometa-se a se tornar mais atento em relação a sua situação atual. Assim como qualquer outra habilidade, a meditação mindfulness exige prática, mas, com o tempo, pode ajudar a diminuir o excesso de pensamentos.

  • Mude o canal

    Dizer a si mesmo para parar de pensar demais sobre um assunto não é produtivo. Quanto mais você tentar evitar que um pensamento entre no seu cérebro, maiores são as chances de isso ocorrer. Manter-se ocupado com uma atividade é o melhor meio de “mudar de canal”. Faça exercícios, participe de uma conversa sobre um tema completamente diferente ou participe de um projeto que possa distrair sua mente de pensamentos negativos desnecessários.

Perceba quando você está pensando demais

Ficar atento é o primeiro passo para colocar um fim nos pensamentos desnecessários excessivos. Comece a prestar atenção na maneira como você pensa. Quando você se der conta de que está remoendo eventos repetitivamente ou se preocupando com coisas que você não pode controlar, reconheça que esse não é um comportamento produtivo.

Comentários
Topo