Carreira

Descubra como reinventar sua carreira de dentro para fora

Em algum momento da carreira, a maioria das pessoas vai se encontrar em uma encruzilhada. Nem sempre temos certeza sobre a direção para onde devemos levar nossa vida profissional, mas reconhecemos quando estamos insatisfeitos e, intuitivamente, sentimos que é hora de mudar.

LEIA MAIS: Entenda por que permanecer na sua zona de conforto é sabotar sua carreira

Pesquisas recentes indicam que mais de 51% das pessoas estão infelizes em seus empregos atuais. E, de acordo com o instituto Gallup, as empresas não têm dado a essas pessoas razões para continuar por lá.

Veja, na galeria de fotos, 3 passos que podem ajudar a reinventar sua carreira:

  • Explore sua inteligência emocional

    Tudo na vida está ligado às emoções, incluindo a infelicidade no trabalho. Assim, quando você estiver em uma encruzilhada, é importante deixar a razão um pouco de lado e olhar para a situação com o coração. É dessa maneira que se descobre o que é realmente importante para você.

    E faça isso explorando a sua inteligência emocional, que é o conjunto de habilidades que permitem entender como “aparecer” e efetivamente administrar relacionamentos, decisões e estresse associados à carreira e à vida.

    Um bom exercício é escrever um diário que capture o que você amou e não amou em seus três últimos empregos, incluindo o atual. Você também pode registrar o tipo de oportunidade e de ambiente de trabalho que o deixariam verdadeiramente feliz. Este exercício não é apenas uma ótima maneira de tornar-se mais emocionalmente inteligente, mas é também um excelente primeiro passo para o autoconhecimento.

  • Aprofunde seu autoconhecimento

    Frequentemente, nós levamos nossa carreira no piloto automático. Não dedicamos tempo para refletir sobre a jornada antes de partirmos para o próximo destino. Daniel Goleman, autor do livro “Inteligência Emocional”, considera o autoconhecimento o alicerce da inteligência emocional, pois permite focar internamente em valores, crenças e paixões. Em essência, é um mecanismo para desenvolver quem você é e como você aparece agora e no futuro.

    Exercícios de autoreflexão incluem a manutenção de um diário, a meditação, o planejamento e a observação de ações. Um ótimo método é iniciar uma análise SWOT (sigla em inglês para “forças, fraquezas, oportunidades e ameaças”). Por muitas décadas, negócios ao redor do mundo têm usado análises SWOT para avaliar a saúde e a vitalidade de suas organizações e, assim, criar um plano robusto. Mas este tipo de investigação tem o mesmo poder no desenvolvimento do autoconhecimento.

  • Conduza a sua própria análise SWOT

    Para iniciar a sua própria análise SWOT, comece entendendo suas forças. De acordo com Marcus Buckingham, palestrante motivacional, consultor empresarial, autor e especialista em gestão de performance, suas forças são o que motiva. Pense sobre o trabalho que o faz perder a noção de tempo porque você está muito envolvido e que o deixa animado para executar no dia seguinte. Estas são as suas forças.

    Uma vez que você tenha entendido suas forças, é hora de ter clareza sobre suas fraquezas. Tipicamente, quando as pessoas pensam sobre fraqueza, pensam em uma limitação. Mas Buckingham defende que uma fraqueza é, na verdade, uma atividade que o enfraquece ou rouba a sua energia. Uma vez que tenha entendido suas fraquezas, será capaz de determinar que tipos de oportunidades dariam sentido a sua carreira e a sua vida. Às vezes, é preciso olhar para trás, para o que você já fez, para entender o que você quer fazer no futuro.

    Finalmente, é importante ter clareza sobre as ameaças que podem aparecer no seu caminho. Muitas vezes, nós começamos com intimidações externas, que são importantes. No entanto, leve em consideração as ameaças internas, que atrapalham, e muito, na hora de reinventar sua carreira: um diálogo interno negativo, crenças limitadoras e falta de confiança.

Explore sua inteligência emocional

Tudo na vida está ligado às emoções, incluindo a infelicidade no trabalho. Assim, quando você estiver em uma encruzilhada, é importante deixar a razão um pouco de lado e olhar para a situação com o coração. É dessa maneira que se descobre o que é realmente importante para você.

E faça isso explorando a sua inteligência emocional, que é o conjunto de habilidades que permitem entender como “aparecer” e efetivamente administrar relacionamentos, decisões e estresse associados à carreira e à vida.

Um bom exercício é escrever um diário que capture o que você amou e não amou em seus três últimos empregos, incluindo o atual. Você também pode registrar o tipo de oportunidade e de ambiente de trabalho que o deixariam verdadeiramente feliz. Este exercício não é apenas uma ótima maneira de tornar-se mais emocionalmente inteligente, mas é também um excelente primeiro passo para o autoconhecimento.

Comentários
Topo