Carreira

5 estratégias para orientar suas escolhas e abordagens no trabalho

É muito comum as pessoas se sentirem insatisfeitas com seu emprego atual e pularem de um trabalho para outro. Por isso, antes de fazer qualquer movimentação, é importante detectar o que é importante para você.

VEJA MAIS: Entenda o quanto é importante se tornar indispensável no trabalho

Os millennials têm uma má reputação no ambiente de trabalho. Muita gente afirma que eles esperam alcançar o topo, mas não se esforçam para isso. Eles querem mais dias de férias, mas não fazem horas extras. Ou melhor: só as fazem quando têm interesse em uma promoção. E não permanecem em seus cargos tempo o suficiente para conseguir subir na empresa. Verdade ou não, a realidade é que 42% dos millennials que trabalham mudam de emprego em períodos que vão de um a três anos.

Os representantes da geração Y não têm muita paciência com os empregos que escolhem, mas talvez o problema não seja o trabalho em si. Talvez eles apenas não saibam ainda como fazer dar certo.

LEIA TAMBÉM: Os extravagantes hábitos de 22 líderes bem-sucedidos

Seja para melhorar o seu emprego atual ou encontrar uma nova alternativa, as dicas a seguir podem te ajudar. Veja, na galeria de fotos, 5 estratégias para orientar suas escolhas e abordagens no trabalho:

  • 1. Seja corajoso

    Mudar não é fácil e coragem não é uma questão de seguir o caminho menos complicado. Uma frase que pode ser associada a essa situação é creditada ao psicólogo norte-americano Abraham Maslow: “A qualquer momento, nós temos duas opções: seguir na direção do crescimento ou voltar para um lugar seguro”. Escolher a primeira opção é mais divertido e o sucesso surge a partir de riscos calculados. Às vezes, isso significa um emprego novo ou talvez intensificar suas contribuições onde você estiver. O primeiro passo é reconhecer quando é hora de mudar e, em seguida, ir em busca deste objetivo. Não é o melhor trabalho do mundo se você vai em direção à segurança no momento em que deveria seguir em direção ao crescimento.

  • 2. Procure por inspiração

    Cerque-se de pessoas talentosas, que te encorajem a desafios. Sejam gestores de projetos, estrategistas, pesquisadores, designers, linguistas, músicos, compositores ou produtores – pessoas, de qualquer nível, com quem você pode aprender e se motivar a colocar suas ideias em prática. Estar com pessoas que te inspiram com uma maneira diferente de pensar vai te dar habilidade para desenvolver algo animador e inesperado. Essa estratégia vai fazer com que você atualize continuamente sua perspectiva e vai te estimular a aplicar o que aprendeu para elevar o nível do seu próprio trabalho. Não é o melhor emprego do mundo se ele não te desafia a aprender coisas novas e a apresentar novas ideias todos os dias.

  • 3. Seja um especialista

    Crie um papel ou uma posição para si, de maneira que você faça grandes contribuições em áreas onde suas habilidades únicas são consideradas valiosas para a expansão e crescimento da sua empresa. Se você quer continuar na sua posição atual, encontre maneiras de se diferenciar dos colegas. Entretanto, se você busca uma nova posição, procure uma oportunidade em que suas habilidades sejam únicas e desejadas. Não é o melhor trabalho do mundo se qualquer um ao seu redor poderia facilmente fazer o que você faz.

  • 4. Encontre um significado

    Kevin Perlmutter, vice-presidente da área de inovação do estúdio musical Man Made Music, explica a importância de colocar um significado no trabalho a partir de sua experiência pessoal. Ele conta uma história na qual estava em uma discussão intensa com um cliente, sua equipe de criação e o diretor de um comercial prestes a ser gravado, na época em que trabalhava em uma agência. A questão era um debate sem fim sobre como deveria ser o coco que estava na praia, sob um coqueiro. “Ele deveria ser reconhecido imediatamente como os cocos que vemos no supermercados? Ou mais parecido com os cocos quando estes caem dos coqueiros?”, eles se questionavam. Até que, em determinado momento, um colega teve um momento de desabafo, do qual Perlmutter nunca vai se esquecer. Ele ouviu o colega dizer que aquilo era um absurdo, que ele estava farto e que nunca teria aquela hora desperdiçada de volta. Essa situação mostra que, ao mesmo tempo em que não se deve ser resistente aos detalhes, é preciso lembrar de buscar oportunidades que tenham um significado e um impacto reais. Não é o melhor trabalho do mundo se você não consegue fazer contribuições valiosas.

  • 5. Permaneça autêntico

    Nada é mais importante do que saber quem você é e ser paciente o suficiente para encontrar o que é certo do seu ponto de vista. Em vez de pensar para que tipo de empresa você quer trabalhar, pense de que tipo de situação você quer fazer parte. Você passa a maior parte do dia com as pessoas com quem você trabalha, logo, é importante se certificar de que elas vão valorizar o seu verdadeiro eu. Deve existir um sentimento mútuo de querer trabalhar entre si e respeitar os valores, personalidades, pontos fortes e ambições uns dos outros. Não é o melhor trabalho do mundo se você precisa sacrificar quem você é para ser bem-sucedido.

1. Seja corajoso

Mudar não é fácil e coragem não é uma questão de seguir o caminho menos complicado. Uma frase que pode ser associada a essa situação é creditada ao psicólogo norte-americano Abraham Maslow: “A qualquer momento, nós temos duas opções: seguir na direção do crescimento ou voltar para um lugar seguro”. Escolher a primeira opção é mais divertido e o sucesso surge a partir de riscos calculados. Às vezes, isso significa um emprego novo ou talvez intensificar suas contribuições onde você estiver. O primeiro passo é reconhecer quando é hora de mudar e, em seguida, ir em busca deste objetivo. Não é o melhor trabalho do mundo se você vai em direção à segurança no momento em que deveria seguir em direção ao crescimento.

Comentários
Topo