Carreira

5 dicas para se preparar para um MBA fora do país

Um MBA (Master of Business Administration) é o certificado dos sonhos de muitos profissionais. Antes mesmo de conquistá-lo é necessário ingressar em uma instituição e, dependendo da escolha, este pode ser o primeiro grande desafio.

LEIA MAIS: 10 melhores e piores mestrados para melhorar no emprego

Os candidatos precisam de muito foco e disciplina, assim como entender como funcionam as provas e o que a entidade espera dele. Ter o seu objetivo profissional alinhado e saber as suas próprias expectativas ao final do curso também são pontos importantes.

SAIBA MAIS: Dicas para fazer um MBA em Nova York

FORBES Brasil conversou com representantes e recrutadores das universidades HEC Montreal (Canadá), UCLA (Califórnia, EUA), Babson College (Boston, EUA) e IESE (Madri, Barcelona, Nova York e Munique), que deram dicas preciosas de como se preparar para um MBA.

Confira, a seguir, a dica dos especialistas:

  • 1. Esteja preparado para o GMAT

    “É importante se preparar para o GMAT. A exigência dessa prova assegura a qualidade do programa de MBA, pois significa que os estudantes recrutados são capazes de ter um bom desempenho em um ambiente acadêmico exigente”, aconselha Veronique Therrien, recrutadora da HEC Montreal. O GMAT é o teste utilizado por grande parte das escolas de negócios como uma das fases do processo de admissão. O formato da prova é interativo e o nível das questões varia conforme o desempenho do candidato – caso esteja indo bem, questões mais complexas e que valem mais pontos são aplicadas.

  • 2. Saiba o que você quer

    “É crucial começar definindo o que é mais importante para você. Alguns candidatos só pensam no ranking da escola e esquecem de considerar o que será mais relevante para eles como indivíduos, não só durante o período em que estiver frequentando o curso, mas a longo prazo”, explica Johanna Beers, diretora adjunta de admissões do Babson College.

  • 3. Faça uma pesquisa extensa

    “Use todos os recursos disponíveis para pesquisar as escolas de negócios – dos sites das escolas a conversas com recrutadores, estudantes e ex-alunos. Frequente feiras de escolas de negócios para conhecer as equipes de admissão pessoalmente e, se possível, visite a instituição de ensino, aconselha Johanna Beers, do Babson College. Paula Amorim, diretora de admissões para América Latina da IESE, completa: “Fazer uma pequena lista com informações importantes das escolas é fundamental para um processo bem-sucedido”.

  • 4. Olhe para dentro

    “Pare e pense sobre quem você é, seus pontos fortes e fracos, seus sucessos e fracassos, seus objetivos e quem você quer se tornar. Seja honesto consigo mesmo quando fizer essas reflexões. Não escreva ou fale o que você acha que a escola quer ouvir. Se você entrar em uma universidade que não tem nada a ver com você, você é quem tem mais a perder. Aproveite esse momento, mesmo que seja um pouco sofrido e sacrificante”, diz Paula Amorim, da IESE.

  • 5. Use a internet a seu favor

    Satya Witzer, diretor adjunto de admissões da UCLA, destaca a importância da internet como ferramenta: “As visitas às escolas são ótimas, mas se você não conseguir ir ao campus, atualmente há muitos recursos online. Conecte-se com os alunos por e-mail e assistia a webinars para entender se a escola é adequada a suas necessidades”.

1. Esteja preparado para o GMAT

“É importante se preparar para o GMAT. A exigência dessa prova assegura a qualidade do programa de MBA, pois significa que os estudantes recrutados são capazes de ter um bom desempenho em um ambiente acadêmico exigente”, aconselha Veronique Therrien, recrutadora da HEC Montreal. O GMAT é o teste utilizado por grande parte das escolas de negócios como uma das fases do processo de admissão. O formato da prova é interativo e o nível das questões varia conforme o desempenho do candidato – caso esteja indo bem, questões mais complexas e que valem mais pontos são aplicadas.

Comentários
Topo