Saiba como negociar o salário em seu primeiro emprego

Preparar-se para negociar seu primeiro salário é uma posição complicada. Normalmente, quando você está próximo de assinar seu primeiro contrato, está tão aliviado que a negociação financeira nem passa pela cabeça.

LEIA TAMBÉM: Executivos aceitam salário menor em troca de mais benefícios, aponta pesquisa

É comum que pessoas nessa situação tenham medo de dizer qualquer coisa que comprometa suas chances de, finalmente, conquistar um emprego com uma boa remuneração e benefícios. Mas, no final, mesmo que a sua primeira negociação não faça você ganhar mais dinheiro, ela é válida como experiência. E só porque é seu primeiro emprego não significa que você não deva ser claro sobre o quanto merece.

Para saber como se destacar em sua negociação de estreia, Claire Bissot, diretora geral de recursos humanos da CBIZ, empresa de serviços financeiros e consultoria, definiu algumas estratégias.

Veja 5 dicas da especialista para negociar seu primeiro salário:

  • 1. Utilize dados que estão disponíveis online

    Existem fontes ilimitadas disponíveis, então as utilize. Ao fazer sua pesquisa, você precisa ser específico. Em vez de procurar o que uma pessoa ganha em um nível básico, procure o quanto ganha na cidade onde você vive. Você pode até procurar na sua própria empresa (e na concorrência) quanto estão pagando pelo seu trabalho. Caso se sinta confortável, pergunte a alguns amigos que tenham empregos semelhantes. “A questão é encontrar o ponto ideal. Use os dados disponíveis online para realmente entender o quanto as pessoas no seu campo ganham. Se deseja ganhar, por exemplo, US$ 45.000 por ano, não comece pedindo US$ 60.000 só porque os sites afirmam que você poderia ganhar isso. Ao mesmo tempo, não tenha medo de se posicionar, mas faça isso com um motivo.”

  • 2. Não presuma que você precisa permanecer em um emprego

    O fato é que uma das maneiras mais fáceis de conseguir um trabalho que pague melhor é conseguir um novo. Claire afirma que você não deve supor que, só porque tem um emprego, não precisa continuar procurando. Entretanto, seja cuidadoso para não mudar de trabalho o tempo todo. Em sua primeira experiência, considere tudo uma oportunidade de aprender. Tire o máximo que puder dela, mas reconheça quando seu tempo por lá acabar ou chegar a hora de ser promovido.

  • 3. Prove que você merece esse aumento

    “É importante entender que, ao longo da sua carreira, ninguém dará as coisas de graça. É preciso conquistá-las. Mostre que pode fazer o trabalho antes mesmo de qualquer um cogitar entregá-lo a você. Você é o único responsável por receber o que merece, então certifique-se de estar qualificado, informado e consciente de suas habilidades”, diz Claire.

  • 4. Conheça o seu segmento

    Claire diz que é crucial saber com o que está comprometido e com o que não está. Você não pode começar uma negociação sem saber o que quer. Precisa ser específico, para que suas exigências sejam levadas a sério. “Pense no que precisa, no que quer e no que seria incrível. Pense na base salarial das posições que almeja e negocie a partir disso”, diz ela.

  • 5. Seja sagaz

    Por fim, se eles puderem pagar menos a você, é isso que eles farão. É por isso que você precisa conseguir construir uma base para o que está pedindo e fazer sua lição de casa. “Seja esperto. É importante reconhecer que, às vezes, um trabalho pode ser um ponto de partida para uma oportunidade maior. Talvez você só queira entrar na empresa e provar seu valor. Ou talvez seja o emprego dos seus sonhos e você só precise estabelecer um valor realista a ser pago”, afirma Claire.

1. Utilize dados que estão disponíveis online

Existem fontes ilimitadas disponíveis, então as utilize. Ao fazer sua pesquisa, você precisa ser específico. Em vez de procurar o que uma pessoa ganha em um nível básico, procure o quanto ganha na cidade onde você vive. Você pode até procurar na sua própria empresa (e na concorrência) quanto estão pagando pelo seu trabalho. Caso se sinta confortável, pergunte a alguns amigos que tenham empregos semelhantes. “A questão é encontrar o ponto ideal. Use os dados disponíveis online para realmente entender o quanto as pessoas no seu campo ganham. Se deseja ganhar, por exemplo, US$ 45.000 por ano, não comece pedindo US$ 60.000 só porque os sites afirmam que você poderia ganhar isso. Ao mesmo tempo, não tenha medo de se posicionar, mas faça isso com um motivo.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).