Carreira

5 maneiras de ser mais feliz no trabalho

Muita gente já estudou a felicidade, de psicólogos a economistas, e existem várias teorias que relacionam o que mais pode afetar este estado de espírito. Alguns dizem que a igualdade econômica é o fator mais vital, enquanto outros apontam as conexões sociais como algo crucial. Obviamente, ambos são importantes, mas também é fundamental pensar na felicidade no trabalho.

LEIA TAMBÉM: Por que empreender em várias áreas pode trazer felicidade

A maioria de nós passa grande parte do dia trabalhando. Logo, faz sentido deduzir que, se estamos bem em nossas empresas, nosso nível geral de felicidade também está alto.

Veja, a seguir, 5 dicas para cultivar a felicidade no ambiente de trabalho:

  • 1. Mude sua mentalidade

    Muitas pessoas confessam que odeiam seus trabalhos, como se odiar o que se faz fosse uma espécie de medalha de honra. Mas essa ideia – que trabalho é o oposto natural de diversão ou felicidade – não é universal. Na Dinamarca, por exemplo, classificada como a nação mais feliz do mundo, os cidadãos não apenas focam na felicidade no ambiente de trabalho como têm uma palavra própria para isso: “arbejdsglæde”. Não há uma expressão equivalente em português, mas seria algo como o óbvio “felicidade no trabalho”. Talvez se existisse essa palavra no nosso idioma, as pessoas poderiam olhar para essa situação de uma maneira diferente. Mas você não precisa esperar por essa mudança linguística. Em vez disso, observe suas próprias perspectivas e expectativas. Você associa trabalho com infelicidade? Quando vê pessoas felizes em seus cargos, presume que elas não estão se dedicando? Saiba que pesquisas mostram o oposto: pessoas felizes são muito mais produtivas.

  • 2. Livre-se do tédio

    Um estudo de 2015 do Gallup, instituto de pesquisa de opinião, descobriu que apenas 32% dos trabalhadores norte-americanos são “ativamente engajados” em seus trabalhos. A maioria (51%) relatou que não estava envolvida e 17% disseram que eram ativamente “não engajados”. Se você está inserido na maioria, precisa fazer certas mudanças. Parte do problema é a monotonia e fazer a mesma coisa diversas vezes é um caminho infalível para o tédio. Se você está sentindo isso, procure uma chance de aprender algo novo ou assumir uma responsabilidade diferente. A cultura e instituições da Dinamarca, por exemplo, priorizam ajudar trabalhadores a aprenderem novas habilidades se eles assim desejarem. Já em outros países, os trabalhadores talvez precisem tomar a iniciativa, mas se tornar mais engajado vale o esforço.

  • 3. Saia do escritório

    É muito importante almoçar fora do escritório e encorajar todos na sua empresa a fazerem o mesmo. Assim como você precisa de comida para dar energia ao seu corpo, o cérebro também precisa ser recarregado e uma mudança de cenário ajuda nisso. Um estudo de 2013 mostrou que comer fora com os amigos é mais relaxante do que comer sozinho na sua mesa. Será ainda melhor se você for caminhando para o lugar, fizer uma atividade física ou ainda conseguir descansar um pouco.

  • 4. Sorria

    Essa dica pode soar banal, mas o ato de sorrir está diretamente relacionado à felicidade. Isso pode ter começado como uma correlação, mas, com o tempo, o cérebro ligou as duas coisas. Se duvida disso, tente sorrir e não ficar feliz. É quase impossível. Existem duas opções: você parar de sorrir ou não conseguir sustentar um pensamento negativo. Charles Darwin foi o primeiro a propor isso em 1872 e, posteriormente, na década de 1980, o psicólogo de Stanford, Robert Zajonc provou essa relação.

  • 5. Peça demissão

    Esse pode ser o conselho mais radical de todos, mas se você não gosta do que está fazendo, deveria parar de fazer. A vida é muito curta para não se divertir. A rotina pode, frequentemente, atrapalhar certos planos (todos precisam de trabalho), mas existem muitas coisas interessantes no mundo. Não importa a sua área, você será procurado se for bom no que faz e ainda poderá trabalhar com um sorriso no rosto.

1. Mude sua mentalidade

Muitas pessoas confessam que odeiam seus trabalhos, como se odiar o que se faz fosse uma espécie de medalha de honra. Mas essa ideia – que trabalho é o oposto natural de diversão ou felicidade – não é universal. Na Dinamarca, por exemplo, classificada como a nação mais feliz do mundo, os cidadãos não apenas focam na felicidade no ambiente de trabalho como têm uma palavra própria para isso: “arbejdsglæde”. Não há uma expressão equivalente em português, mas seria algo como o óbvio “felicidade no trabalho”. Talvez se existisse essa palavra no nosso idioma, as pessoas poderiam olhar para essa situação de uma maneira diferente. Mas você não precisa esperar por essa mudança linguística. Em vez disso, observe suas próprias perspectivas e expectativas. Você associa trabalho com infelicidade? Quando vê pessoas felizes em seus cargos, presume que elas não estão se dedicando? Saiba que pesquisas mostram o oposto: pessoas felizes são muito mais produtivas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Comentários
Topo