10 profissões com menor número de mães

Não é segredo que ter um filho é algo de extrema responsabilidade, de muito trabalho e, além de tudo, que exige fôlego financeiro. E, ao contrário do que a maioria dos homens pensa, ser mãe nem sempre faz parte dos planos das mulheres, por razões financeiras, profissionais ou pessoais.

LEIA MAIS: 10 profissões que mais matam nos Estados Unidos

A escolha de uma carreira pode ser um indício se a mulher terá mais chances de ser cercada por outras que também não tem filhos.

Uma nova lista do site de carreiras “Zippia” analisou os dados do censo dos EUA para determinar os setores em que mulheres acima de 45 anos, empregadas entre 2011 e 2015, são menos propensas a engravidar.

Muitos dos trabalhos desta lista estão no campo da ciência, tecnologia, engenharia e matemática, áreas historicamente dominadas por homens. Pode ser que, ao escolher essas carreiras “não tradicionais”, as mulheres também optem por não atender às expectativas sociais de ter filhos.

Outro fator a ser levado em consideração é que essas ocupações também exigem muito tempo do profissional, tanto em treinamento quanto no dia a dia. Portanto, faz sentido que as profissionais nessas posições escolham focar no trabalho em vez de cuidar de crianças. Algumas delas, ao optar por essas carreiras, talvez já tivessem conhecimento de que não queriam ser mães e de que poderiam dedicar toda a atenção e tempo à sua evolução profissional.

Veja, a seguir, as 10 profissões com o menor número de mulheres com filhos:

  • 10) Planejadoras urbanas e regionais
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 31%

  • 9) Cientistas da computação
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 32%

  • 7) Fisoterapeutas (empate)
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 33%

  • 7) Engenheiras diversas, incluindo nuclear (empate)
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 33%

  • 5) Médicas e cirurgiãs (empate)
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 34%

  • 5) Cientistas físicas (empate)
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 34%

  • 4) Economistas
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 35%

  • 3) Dentistas
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 38%

  • 2) Engenheiras química
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 42%

  • 1) Optometristas
    Porcentagem de profissionais sem filhos: 47%

10) Planejadoras urbanas e regionais
Porcentagem de profissionais sem filhos: 31%

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).