10 coisas que um chefe nunca deve pedir aos seus funcionários

Existem algumas controvérsias sobre o fato de manter – ou não – segredos com o chefe. Muitos líderes acreditam que saber o que está acontecendo com seus funcionários – inclusive do ponto de vista pessoal – pode ser um caminho para ajudá-los e, assim, melhorar a produtividade. Afinal, não são poucos os casos em que problemas pessoais acabam interferindo no desempenho profissional.

LEIA MAIS: O que fazer – e o que não fazer – no relacionamento com o seu chefe

Por outro lado, há quem acredite que, ao saber das agruras de um funcionário, o profissional em cargo de liderança se sinta inclinado a ser mais flexível com ele. Além disso, o líder que se preocupa com seus funcionários, inclusive em nível pessoal, não deve esperar que eles tenham problemas para agir de forma humana.

Segundo especialistas em recursos humanos, não é preciso perguntar diretamente ao funcionário o que está acontecendo em sua vida fora do trabalho. Em vez disso, informe que o seu desempenho está abaixo do habitual e pergunte como pode ajudar. Ele pode estar enfrentando os mais variados tipos de situações em casa. O líder não precisa dos detalhes.

Outra recomendação é nunca designar outro funcionário para “investigar” o que está acontecendo com um colaborador em sua vida privada. Atitudes como essa quebram a confiança – e isso não é característica de um líder, além de ser uma grande falha na habilidade de gestão.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

Em resumo, as questões pessoais dos funcionários não são da conta de seus líderes.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 10 coisas que um chefe nunca deve pedir ou dizer aos seus funcionários:

  • 1. Espionar os colegas e apresentar um “relatório” do que foi descoberto;

  • 2. Mentir para os outros funcionários por ele;

  • 3. Pedir informações sobre o que ele está vivendo fora do trabalho. Ninguém deveria ser forçado a dividir suas dores pessoais com um chefe para ser tratado como um ser humano em vez de uma máquina de produção;

  • 4. Dizer a um funcionário o que os outros colaboradores pensam dele;

  • 5. Pedir a um funcionário que avalie a performance de outro funcionário. Esse é o trabalho do líder. Nenhum colaborador deve ser colocado nessa posição;

  • 6. Vigiar outros funcionários e relatar as infrações e deslizes;

  • 7. Escolher entre desempenhar o trabalho perfeitamente durante uma crise pessoal ou ser forçado a contar suas angústias;

  • 8. Pedir a outro funcionário qualquer coisa em nome dele. Isso é errado. Um líder precisa dar seus próprios recados e não deve pedir que os funcionários façam isso por ele;

  • 9. Investigar o motivo do baixo desempenho de um colega, principalmente se essa investigação deixar sua vida pessoal exposta;

  • 10. Servir como seus olhos e ouvidos na equipe. Pessoas que fazem isso fora do ambiente de trabalho são chamadas de falsas e consideradas o pior tipo de ser humano.

1. Espionar os colegas e apresentar um “relatório” do que foi descoberto;

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).