10 dicas para melhorar um emprego ruim

A falta de emprego é uma realidade em muitos países do mundo. No Brasil, a recuperação econômica acontece a passos lentos e ainda abaixo do necessário para haver crescimento na oferta de trabalho. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de desempregados no Brasil cresceu de 12,3 milhões de brasileiros desocupados nos últimos três meses de 2017 para 13,7 milhões de janeiro a março deste ano, uma taxa equivalente a 13,1% da população economicamente ativa.

VEJA TAMBÉM: 4 fatores que você deve analisar em um novo emprego

Diante da escassez de ofertas de emprego, demitir-se de um trabalho ruim (seja por questões de ambiente, relacionamentos, remuneração ou atividade) sem ter outra proposta em vista ou uma reserva financeira de segurança, pode não ser a atitude mais sensata a ser tomada no momento.

Entretanto, o bem-estar é essencial para manter o foco. Ter a obrigação de estar rotineiramente em um ambiente indesejado pode ser penoso, reduzir sua produtividade, causar estresse e desmotivação. Se você precisa se manter empregado enquanto planeja seus próximos passos na carreira, mude a chave de “não posso acreditar que isso está acontecendo” para “como posso tirar o máximo de proveito desses próximos meses aqui?”.

Para evitar a potencialização de uma experiência ruim, mantenha-se aberto a novas conexões. Networking fora do seu ambiente profissional conserva você saudável e bem conectado e é também uma das melhores maneiras de melhorar um trabalho desgastante. Você pode despender um pouco de tempo todos os dias pensando em com quem gostaria de se conectar, e onde você e eles podem almoçar ou tomar um café.

Faça planos e busque oportunidades, mas não deixe de desempenhar com primor suas obrigações atuais para não prejudicar sua reputação profissional.

LEIA MAIS: Como escrever o título perfeito para seu perfil no LinkedIn

Veja, na galeria de fotos abaixo, 10 dicas de como melhorar um trabalho ruim.

  • 1. Todos os dias, depois de cumprir sua carga horária profissional, tire um pouco do seu tempo para pensar sobre seus próximos passos, mas sem limitar raciocínios. Não conclua que em seu próximo emprego você fará as mesmas atividades de agora. Escreva em um pedaço de papel seu emprego ideal. Escreva sobre seus pontos fortes e o que você mais gosta de fazer.

  • 2. Quando sair do trabalho, permaneça ativo. Vá à academia, jogue boliche ou apenas vá para casa ouvir música e dançar. Trabalhar seu corpo e sua mente ajudará a criar sua visão.

  • 3 Quando estiver no trabalho, foque em sua respiração. Você perceberá o quanto respirar conscientemente contribui para amenizar o estresse. Levante-se, caminhe e estique-se. Repita o processo quantas vezes no dia sentir necessidade.

  • 4. Dê a si mesmo pequenas gratificações no final de cada semana e mês. Pode ser um longo passeio de bicicleta ou seu vinho preferido. Lembre-se do motivo de insistir em um trabalho do qual não gosta. Existe um propósito maior. Você está fazendo isso para retomar o preparo, para obter o bônus de “ficar” e para encerrar as coisas com perfeição antes de seguir em frente. Afinal, você receberá uma quantia em dinheiro. É melhor saber com clareza para onde esse dinheiro vai e como ele pode apoiar seu novo capítulo.

  • 5. Esteja na companhia dos seus melhores amigos. Não apenas para ouvir conselhos sobre os planos de transição para sua carreira, mas também para dar e receber apoio moral.

  • 6. Simule estar em um verdadeiro jogo de videogame, porque você realmente está. É preciso estabelecer metas e prazos e, neste período, você precisa coletar todo o tesouro e o máximo de pontos possíveis nesta fase (seu atual trabalho). Quais são os tesouros a serem caçados? O que você pode agregar ao seu currículo enquanto ainda tem esse emprego? Agarre cada lição e bônus de conhecimento que puder.

  • 7. Caso não esteja satisfeito com o trabalho, mas receba um aumento de salário, aproveite para assumir alguns riscos. Fale a sua verdade para o seu gerente. Diga o que o deixa desconfortável no ambiente e o que gostaria que fosse diferente. Não reclame sobre fatos ocorridos. Mas, se sentir abertura, fale sobre seus planos de ter outras experiências profissionais sem, é claro, dar a entender que deixará a companhia atual na mão.

    Em um momento de turbulência como o que você está enfrentando, até os executivos mais inacessíveis e proibitivos podem se tornar mais abertos. Aproveite a oportunidade para aprender mais sobre o mundo dos negócios enquanto se prepara para se afastar.

  • 8. Torne-se a versão mais útil, compassiva e sensível de si mesmo que você já imaginou. Suavize, pelo seu próprio bem e pelo bem de todos.

  • 9. Quando tiver um momento de tranquilidade, conte seus feitos e reflita sobre o que você quer. Você tem tempo para construir sua rede, planejar. Não foi demitido e não precisa agir rapidamente e aceitar um outro trabalho ruim para pagar as contas. Não insista na parte ruim da história.

  • 10. Por fim, lembre-se de que a reinvenção sempre inclui a dor. As cobras não adoram se contorcer quando a pele antiga fica muito apertada. Os humanos nem sempre amam passar pelas transições da vida, mas há sempre crescimento no processo. A situação pode fortalecê-lo.

1. Todos os dias, depois de cumprir sua carga horária profissional, tire um pouco do seu tempo para pensar sobre seus próximos passos, mas sem limitar raciocínios. Não conclua que em seu próximo emprego você fará as mesmas atividades de agora. Escreva em um pedaço de papel seu emprego ideal. Escreva sobre seus pontos fortes e o que você mais gosta de fazer.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).