4 fatores que você deve analisar em um novo emprego

Dinheiro é importante. A compensação precisa ser justa e, ao considerarmos a baixa taxa de desemprego em países como os Estados Unidos, o mercado atual pertence aos consumidores. Mas o valor monetário não traz satisfação profissional.

LEIA MAIS: 6 dicas para conseguir emprego com a ajuda de um recrutador

A lição acima é aprendida ao entrarmos no mercado de trabalho, especialmente, quando somos recém-formados. Segundo um novo estudo da consultoria de recrutamento e gestão de RH Korn Ferry, novos profissionais nos EUA podem esperar uma média anual de salário de US$ 50,3 mil, valor que é praticamente o mesmo desde o ano passado.

Esta é mais uma razão para não sermos excessivamente focados em dinheiro. Caso contrário, haverá uma decepção no novo trabalho, seja em posições mais baixas ou mais altas.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 4 fatores que você deve considerar em um novo emprego:

  • 1. Um chefe de quem você goste

    Se você trocar um bom chefe por mais dinheiro, prepare-se para ser infeliz. As pessoas não saem do trabalho, elas deixam os chefes. É importante prestar atenção em quem será seu superior. Provavelmente, há indícios: a personalidade rude na entrevista, a atmosfera tensa no escritório, o desânimo dos que fizeram networking com você. O chefe tem a influência mais importante em sua carreira, ele distribui as atribuições, ajuda na construção de habilidades e oferece promoções que aceleram sua carreira. Se você acabar comandado por um chefe que odeia, deixe esse emprego o mais rápido possível.

  • 2. Colegas de trabalho agradáveis

    Depois de alguns dias como o “novo funcionário”, quando todos ao seu redor mostram o seu melhor comportamento, você começa a suspeitar da verdade: está cercado de pessoas desmotivadas e lentas, que passam mais tempo em conversas sobre programas de televisão do que na execução de seus trabalhos, ou que nunca desviam o olhar do computador para fazer contato visual? Essas são as pessoas com quem você passa mais tempo do seu dia. Um exame mais detalhado pode evitar isso. Durante o processo de entrevista, fale com o máximo de pessoas possível e tenha uma noção de como serão seus futuros colegas. Você avaliará melhor se irá se juntar a um time de vencedores ou não.

  • 3. Qual a veracidade da descrição do trabalho

    No seu primeiro dia de trabalho, não dá para ter certeza absoluta de onde você entrou. Muitas vezes, é uma realidade alterada de um trabalho que não se parece em nada com a descrição feita na entrevista. É mais provável que isso ocorra em um emprego que envolve muito trabalho pesado. No entanto, mesmo em um nível mais alto, pode haver uma falta de “verdade”. Não confie em especificações de trabalho genéricas ou descrições vagas. Questione e faça sua lição de casa sobre o que seu novo trabalho implica.

  • 4. Não leve em conta apenas o salário

    Quando você está desconectado e desengajado, até deseja que o trajeto de casa ao trabalho seja mais longo. Ninguém quer viver assim. Em vez disso, pense em quando você era criança e ficava ansioso pela manhã seguinte, seja pelo seu aniversário ou por uma viagem de férias. Você estava acordado muito antes de qualquer outra pessoa. Para ter um grande desempenho (e ganhar mais com o tempo), é necessário ter esse sentimento na sua vida profissional: ficar tão animado com o que faz que acorda às quatro e meia da manhã sem despertador.

1. Um chefe de quem você goste

Se você trocar um bom chefe por mais dinheiro, prepare-se para ser infeliz. As pessoas não saem do trabalho, elas deixam os chefes. É importante prestar atenção em quem será seu superior. Provavelmente, há indícios: a personalidade rude na entrevista, a atmosfera tensa no escritório, o desânimo dos que fizeram networking com você. O chefe tem a influência mais importante em sua carreira, ele distribui as atribuições, ajuda na construção de habilidades e oferece promoções que aceleram sua carreira. Se você acabar comandado por um chefe que odeia, deixe esse emprego o mais rápido possível.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).