6 dicas para conseguir emprego com a ajuda de um recrutador

Ter um recrutador talentoso, inteligente, experiente e bem relacionado trabalhando agressivamente em seu nome pode ajudá-lo a encontrar uma ótima oportunidade de emprego. Um recrutador conectado fornecerá acesso a alguns dos melhores trabalhos no mercado e divulgará seu currículo para as empresas de uma maneira que poderia ser desconfortável para você fazer diretamente e negociar a melhor compensação possível.

LEIA MAIS: 4 erros para evitar em uma entrevista de emprego

Esses profissionais geralmente recebem o pagamento somente se ajudarem na contratação do candidato. Não há recompensa monetária ou troféu de segundo lugar se o recrutador falhar. Assim, devido a essa estrutura financeira, há um grande incentivo para o profissional ser bem-sucedido. Além disso, as comissões pagas a ele se baseiam em uma porcentagem do salário do candidato, portanto, se você receber uma oferta maior, ele receberá uma taxa maior.

Como você pode imaginar, o recrutador precisa se sentir muito confiante sobre suas chances de sucesso na obtenção de um emprego. Eles precisam sentir que todo o tempo e esforço investidos em preparar, motivar, ajudá-lo em períodos de dificuldades e coordenar o processo de entrevista valerão a pena.

Quanto mais o recrutador acreditar em você, maior será o esforço que ele irá exercer para ajudá-lo. Para aproveitar ao máximo esse relacionamento, é preciso incentivá-lo a trabalhar agressivamente em seu nome. Quando o recrutador acredita que você tem a experiência, a educação e as habilidades interpessoais adequadas para o cargo, ele será o seu maior defensor e aumentará drasticamente as suas chances de conseguir o emprego e salário que deseja.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 6 dicas para conseguir um ótimo emprego com a ajuda de um recrutador:

  • 1. Apresente-se de tal forma que o recrutador se torne seu maior fã

    É necessário que ele acredite que você conseguirá o emprego e que ele será recompensado ​​pelos esforços.

    Solicite uma entrevista com o recrutador. O objetivo é que ele o conheça pessoalmente e profissionalmente, para que possa se sentir confiante em representá-lo e comercializá-lo para seus clientes corporativos. Também é da natureza humana que, se eles o conhecerem bem, gostarem e respeitarem você, estarão mais propensos a se envolverem pessoalmente.

    Veja esta primeira reunião com um recrutador como se fosse com a própria empresa. Você deve parecer esperto, polid

  • 2. Saiba como convencer o recrutador

    Faça uma breve descrição de três a cinco minutos de suas responsabilidades atuais, posições anteriores e formação acadêmica. Essas habilidades e experiência devem ser adaptadas para mostrar que você é perfeito para o trabalho. Basicamente, você irá argumentar sobre si mesmo para que ele, então, possa usar esse argumento e levá-lo a um gerente de contratação.

  • 3. Mantenha uma linha de comunicação aberta, honesta e direta com o recrutador durante todo o processo

    Fale com franqueza e transparência sobre sua situação atual e que tipo de oportunidade procura. Forneça ao recrutador uma imagem clara da sua situação e o informe de quaisquer alterações. Ele precisa saber exatamente o que você procura em relação a cargo, cultura corporativa, benefícios, oportunidades de crescimento, requisitos salariais e tudo o que influencia a sua decisão de aceitar um novo emprego. Ofereça feedback sobre as entrevistas e pergunte se ele tem críticas construtivas vindas da empresa para ajudá-lo a ajustar sua abordagem para a próxima rodada. Quanto mais o profissional souber, melhor poderá lidar com quaisquer obstáculos e levar o processo adiante.

  • 4. Saiba que o recrutador também examinará suas habilidades interpessoais e sociais

    Como a reputação do recrutador está em risco quando o recomenda para um cargo, ele precisa garantir que você vai brilhar e não irá envergonhá-lo. Se o recrutador achar que você é rude, condescendente e não possui as habilidades sociais necessárias, poderá orientá-lo sobre como melhorar. Devido ao acordo com a empresa contratante, se o recrutador enviar uma pessoa que não trabalha bem com os outros, sua reputação é afetada, a empresa questionará o julgamento dele e talvez não lhe ofereça mais trabalhos no futuro.

  • 5. Entenda que o processo de entrevista leva um longo período de tempo

    Isso pode levar de três a seis meses e requer reuniões com até uma dúzia de pessoas. Tente ser compreensivo e empático com o recrutador, já que muito disso está fora do seu alcance. Você pode ficar tranquilo, ele entrará em contato com você assim que tiver informações ou um feedback para compartilhar.

  • 6. Mantenha o recrutador informado sobre quaisquer novos desenvolvimentos

    Isso deve incluir outras entrevistas ou ofertas potenciais de empresas com as quais ele não esteja envolvido. Informe-o sobre uma contraproposta de sua empresa atual com a intenção de mantê-lo. Compartilhe com ele qualquer dúvida ou questão importante que você tenha sobre a empresa com a qual faz entrevista por meio dele. Essa e outras informações importantes podem equipá-lo melhor para o ajudar. Por exemplo, se ele souber que você pode receber uma contraproposta ou já tem uma oferta em mãos, poderá usar isso para acelerar o processo de entrevista e negociar um acordo maior para a posição que você realmente deseja.

1. Apresente-se de tal forma que o recrutador se torne seu maior fã

É necessário que ele acredite que você conseguirá o emprego e que ele será recompensado ​​pelos esforços.

Solicite uma entrevista com o recrutador. O objetivo é que ele o conheça pessoalmente e profissionalmente, para que possa se sentir confiante em representá-lo e comercializá-lo para seus clientes corporativos. Também é da natureza humana que, se eles o conhecerem bem, gostarem e respeitarem você, estarão mais propensos a se envolverem pessoalmente.

Veja esta primeira reunião com um recrutador como se fosse com a própria empresa. Você deve parecer esperto, polid

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).