Colunas

Princess, grife criada há 10 anos em São Paulo, planeja entrada em outras capitais

Há uma década, a administradora de empresas Karen Abuhab, ex-Shell, Pepsico e Gessy Lever, abriu a Princess, grife de roupas femininas com foco nas consumidoras de 18 a 45 anos. Hoje, a marca que aposta no look romântico tem três lojas em operação na capital paulista – Rua Oscar Freire, Shopping Iguatemi e Shopping Pátio Higienópolis. “Trabalhamos com uma diversidade de estampas exclusivas, mas sem deixar  as rendas, os babados, as pregas e as nervuras”, conta a empresária. Todas as peças comercializadas, explica, são concebidas e desenhadas por sua equipe de estilo. Há alguns meses, a grife paulistana, iniciou seu projeto de expansão. Primeiro, realizou conversas com multimarcas de diferentes regiões do país, o que lhe rendeu a presença em alguns endereços, além do desembarque em sites de moda como OQVestir e Farfetch. O próximo passo? “Pretendemos expandir nossas áreas de atuação para as principais capitais e cidades do Brasil, sempre escolhendo uma parceria saudável que esteja alinhada ao conceito da nossa marca e respeitando a exclusividade dos clientes nas respectivas regiões”, promete Karen.

 

Comentários
Topo