Sem dress code, Google Brasil cria “dia do coxinha” e estimula funcionários a tirarem o terno e o tailleur do armário

O universo corporativo, em sua grande maioria, pede aos funcionários que vistam terno, tailleur, dentre outras peças mais formais. Para alegria dos funcionários, no final dos anos 90, muitas companhias aderiram à sexta-feira casual, com a semi-liberação de itens mais informais como jeans e camisa polo. No Google, o gigante do mundo digital, a realidade é completamente diferente. Por isso até, quem circula pela subsidiária brasileira se depara com funcionários adeptos dos mais variados estilos: de moças mais comportadas que fazem a linha romântica até os mais despojados que colocam o conforto em primeiro lugar e vão trabalhar de bermudão, camiseta e chinelos. Pelo fato de não existir um “dress code”, o Google Brasil instituiu 26 de março como o “Coxinha Day”. Hoje, os cerca de 650 funcionários que trabalham na sede localizada na Avenida Faria Lima, em São Paulo, foram convidados a tirar o terno/tailleur, a camisa polo e o suéter do armário. Imagine se a moda pega…

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).