Uber vai criar um milhão de empregos para mulheres até 2020

Parece que as novas empresas compreendem melhor seu papel em assuntos importantes como a igualdade de gêneros. O aplicativo de caronas Uber anunciou que vai criar um milhão de empregos para as mulheres até 2020. A iniciativa é resultado de uma parceria com a ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas dedicada ao tema.

Atualmente, a startup tem 160.000 motoristas nos Estados Unidos, onde apenas 14% deles são mulheres e mais de centenas de milhares ao redor do mundo. A parceira com a ONU Mulheres irá beneficiar principalmente as mães, já que a Uber tem um cronograma completamente flexível; é possível ajustar a agenda de acordo com os horários de casa.

O anuncio chega logo após a notícia de que a Uber expandiu sua rodada de investimentos de US$ 1 bilhão para US$ 2,8 bilhões. A startup, que desde 2009 já está em mais de 290 cidades ao redor do mundo, foi avaliada em US$ 40 bilhões. Apesar disso, vem criando controvérsias com questões regulamentares e dezenas de acusações de assedio sexual por parte de seus motoristas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).