Colunas

Mesmo com a crise, brasileiro gasta mais com festas

abrafesta

A crise não parece ter derrubado o espírito festeiro do brasileiro que, no ano passado, gastou R$ 16,4 bilhões com festas – esse número inclui casamentos, formaturas, aniversários, celebrações de debutantes e eventos corporativos. O montante é 6,3% superior a 2013, segundo estudo conduzido pelo Data Popular a pedido da Abrafesta (Associação Brasileira de Eventos Sociais). A região Sudeste é a responsável por metade dos gastos com festas e cerimônia, com R$ 8,6 bilhões, seguido pelo Nordeste (R$ 3 bilhões), Sul (R$ 2,9 bilhões), Centro-Oeste (R$ 1,3 bilhão) e Norte (R$ 1 bilhão). Os eventos mais aquecidos do setor são os casamentos – o Brasil registra mais de 1 milhão por ano – e as festas de debutantes são crescentes entre as meninas – com um potencial de dois milhões de pessoas por ano.

“O mercado de eventos sociais no Brasil é altamente maduro e registra uma demanda crescente em todas as regiões do país”, observa Ricardo Dias, que assumiu como presidente da Abrafesta na segunda-feira.

Françoise Terzian

Comentários
Topo