Airbnb bancará estadia de norte-americanos em Cuba

iStock
iStock

A Airbnb anunciou que cobrirá todos os custos das acomodações em Cuba para norte-americanos por uma semana. A decisão foi tomada para comemorar a reabertura da embaixada cubana em Washington. A restituição será feita para aqueles que fizeram reservas antes do dia 20 de julho para viagens entre 19 e 26 do mesmo mês.

Graças aos acordos entre os governos no fim do ano passado, o embargo a viagens a Cuba foi suspenso e os residentesnos Estados Unidos podem voltar a viajar para a ilha.

VEJA TAMBÉM: Airbnb anuncia plano de expansão de serviço de viagens corporativas

“Pela primeira vez em décadas, viajantes norte-americanos terão a chance única de conhecer a hospitalidade dos moradores da ilha”, escreveu a empresa em seu site quando fez o anúncio. Durante 54 anos, Cuba foi um território proibido para os americanos, então a empresa usa o argumento de que “parte do apelo do país é que trata-se de uma experiência diferente das que este público já viveu”.

Nathan Blecharczyk, cofundador e diretor do Airbnb, escreveu sobre a economia cubana para o site da Fortune e afirmou que, desde que a empresa começou a oferecer acomodações no país, em abril de 2015, mais de 2.000 casas ficaram disponíveis.

O anúncio foi feito pelo Twitter do Airbnb.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).