Colunas

Cinco anos e 200 mil euros depois, italianos criam spaghetti que cozinha em 90 segundos

rusti
Os italianos conseguiram: depois de cinco anos de pesquisas e 200 mil euros investidos, eles desenvolveram um spaghetti grano duro que fica pronto em 90 segundos. De autoria da produtora artesanal Rustichella d´Abruzzo, criada em 1924 e sediada na região de Abruzzo (o chamado coração verde da Europa), a pasta 90” Rapida tem cocção acelerada graças a um micro corte feito em sua massa – perceptível apenas quando observado bem de perto e com muita atenção. Desta forma, a água entra e cozinha por fora e por dentro ao mesmo tempo. A demanda veio dos chefs de cozinha dos Estados Unidos, que precisavam acelerar o tempo de preparo de seus pratos. Antes do spaghetti, a Rustichella já havia desenvolvido outros formatos de massas com tempo de cocção baixo, em torno de 3 a 5 minutos. O recorde, no entanto, é o spaghetti, que foi patenteado e já pode ser encontrado em restaurantes e empórios da Itália e dos Estados Unidos. No Brasil, a massa premium acaba de desembarcar no país pelas mãos da La Pastina, que já abasteceu as prateleiras do EAT Empório Restaurante, dentre outros varejistas. O preço sugerido é de R$ 11,50.

Comentários
Topo