Jane Birkin pede que Hermès tire seu nome de linha de bolsas

Reprodução
Reprodução

A cantora e atriz Jane Birkin pediu à marca Hermès para retirar o seu nome de uma das bolsas mais famosas do mundo, a Birkin. Ela fez o pedido após receber o contato da ONG PETA sobre as práticas cruéis de abates aos crocodilos usados para a confecção dos artigos.

Birkin disse em um comunicado nessa quarta-feira (29) que foi “alertada sobre as práticas cruéis para a produção de bolsas Hermès que levam seu nome” e ainda pediu à grife para que “troque o nome da linha de bolsas até que o tratamento com os animais mude conforme as normas internacionais”.

LEIA MAIS: Na Grécia, Chanel vale mais do que dinheiro

A bolsa Birkin foi criada em 1984 pela Hermès em homenagem a Birkin, e até hoje é um dos itens de luxo mais exclusivos do mundo. Um artigo da grife por custar entre US$ 10 mil e mais de US$ 100 mil, e inclui uma lista de espera que pode durar anos.

A PETA diz que uma única bolsa pode levar até três peles de barriga de crododilo. Um vídeo (com cenas fortes) publicado pela ONG mostra os animais sendo cruelmente abatidos em uma fazenda do Texas.

Jane Birkin atuou em alguns filmes famosos, como Blow-Up, do cineasta Michelangelo Antonioni, e foi também conhecida por ser a musa do cantor francês Serge Gainsbourg, com quem foi casada. Com Gainsbourg cantou alguns sucessos, como a romântica “Je T’aime,…Moi Non Plus”.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).