Colunas

Um dia após comprar rum super premium Banks, Bacardi adquire cachaça Leblon

leblon
A Bacardi, uma das maiores empresas de destilados do mundo, deu dois passos importantes esta semana rumo ao mercado super premium. Ontem, ela anunciou a compra do rum Banks. Hoje, finalmente, ela arrematou a cachaça Leblon, com produção em Patos de Minas (MG) e sede em Nova York. A estrategia da Bacardi visa crescer em categorias de produtos mais sofisticados, de uns tempos para cá mais visadas pelos consumidores e mais lucrativas para os fabricantes.

Vale lembrar que a Bacardi já havia virado acionista da cachaça Leblon em 2007, mas detinha uma posição minoritária até então. Embora a cachaça seja um produto genuinamente brasileiro, a Leblon é um produto premium criado por um americano (Steve Luttmann) e voltado à exportação. A maior parte de sua venda é enviada para os Estados Unidos, Europa, Ásia e Oceania. Hoje a marca pode ser encontrada em 35 países, incluindo o Brasil – uma garrafa da bebida aqui custa uma média de R$ 80.

Um dos acionistas da Leblon é o francês Gilles Merlet, herdeiro da quarta geração da marca homônima de conhaque e licores e dono da destilaria brasileira. Ele confirmou a venda à FORBES, mas disse que detalhes ainda estão sendo acertados com a Bacardi. O valor da compra é mantido em segredo.

Comentários
Topo