Colunas

A indústria descobre o apelo da pipoca pronta para o consumo

Pipoca Pronta - sabor Chocolate_50g
Primeiro foi a Chocolat Du Jour, grife de chocolates finos, que usou o milho de canjica para criar sua lata de pipoca gourmet coberta com chocolate. Depois, foi a Pipó, marca da empreendedora paulistana Adriana Lotaif, que transformou o popular produto em algo sofisticado, a partir da elaboração de latas bonitas e sabores como curry & mostarda, lemon pepper e caramelo e flor de sal. Recentemente, a rede de supermercados St Marche lançou sua marca própria de pipocas gourmet. De olho neste movimento de mercado, a Yoki, marca da General Mills que vende pacotes de milho nos supermercados e também pipoca para microondas, decidiu ir além da commodity e agregar valor ao grão. Resultado: criou uma versão pronta para o consumo nos sabores chocolate, caramelo e “pipoca doce do pipoqueiro”. O produto é oferecido em pacotes de 50 gramas, para consumo individual (preço sugerido de R$ 2,48), e de 100 gramas, para consumo compartilhado (preço sugerido de R$ 4,48).

Comentários
Topo