Colunas

Vinho mais caro do mundo custa até R$ 92 mil

Reprodução

Reprodução

O vinho Richebourg Grand Cru de 1985, de Borgonha, na França, foi eleito o mais caro do mundo: uma garrafa de 750 ml custa, em média, € 15.195 (aproximadamente R$ 58.500) e o seu preço máximo é de € 23.941 (R$ 92.300). A bebida apareceu em primeiro na lista dos 50 vinhos mais caros do mundo, do site WineSearcher, que analisa dados de quase 55.000 listas de preços.

A bebida foi criada por Henri Jayer, conhecido como um dos mais importantes fabricantes de vinhos da Borgonha, especialmente nos anos 1970 e 1980. Ele morreu em 2006, aos 84 anos.

VEJA TAMBÉM: Evento de degustação de uísque custa R$ 119 mil por pessoa

Apesar de parecer caro, o preço do Richebourg não chega nem perto de outras bebidas, como a vodca mais cara do mundo, que custa US$ 1,3 milhão/litro.

Entre os vinhos mais caros, o segundo lugar também é de Borgonha. Os preços médios da lista variam entre US$ 15.195 e US$ 1.239 e 15 são brancos e 35 tintos.

Divulgação

Divulgação

Comentários
Topo