Rússia quer banir emojis LGBT da Apple

emojis apple
Divulgação

A Rússia iniciou, recentemente, uma investigação sobre os novos emojis da Apple, disponíveis no sistema operacional iOS 8.3, com símbolos de famílias com pais do mesmo sexo, bandeiras que fazem referência ao orgulho gay e outros temas LGBT no teclado dos dispositivos da marca.

Baseado em leis que proíbem a propagação e estímulo de relações homossexuais entre a parcela da população menor de 18 anos, o país quer implementar uma ação para multar a empresa em cerca de US$ 15.000.

LEIA MAIS: Governo russo lança guia para prevenir “mortes em selfies”

Se a Apple for condenada, além do pagamento em dinheiro, a companhia terá de suspender o uso do novo sistema operacional em todo o território russo.

O caso, aberto no mês passado, foi iniciado pela polícia da cidade russa de Kirov, a partir de uma reclamação de um advogado local chamado Yaroslav Mikhailov, que diz ter se incomodado com os novos símbolos da empresa.

VEJA TAMBÉM: Doritos lança salgadinhos coloridos para apoiar causa LGBT

De acordo com o jornal russo Gazeta, Mikhailov argumentou que a gigante tecnológica estaria violando as leis da Rússia pela propagação da “propaganda gay” na presença de menores ao incluir emojis que fazem referência a temas LGBT em sua nova atualização de software.

No momento, a investigação passa por uma análise de especialistas que analisam as ilustrações da companhia para determinar se elas realmente infringem as leis do país.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).