Colunas

Startup cria “Uber” para ir dos EUA a Cuba de jatinho

Divulgação

Divulgação

Desde a retomada da relação entre Estados Unidos e Cuba, linhas aéreas norte-americanas começaram a investir forte em voos para o país caribenho. A procura é tanta que a startup Victor, especializada em aluguel de jatos privados, criou um serviço exclusivo de viagem ao país de Fidel, com partida de 19 cidades dos EUA. Tudo isso por meio de um aplicativo, como o Uber.

VEJA TAMBÉM: Uber cria serviço de carona para eventos

Os voos podem ser feitos em jatos Cessna Citation X, Challenger 300, Gulfstream IV ou Learjet 45, dependendo da disponibilidade. A startup, em conjunto com a operadora de turismo Cuba Educational Travel, fornecerá opções de viagens “people-to-people”, programa de trabalho voluntário que visa encorajar o contato entre norte-americanos e cubanos, e roteiros educacionais. O itinerário pode incluir degustações de charutos e rum com especialistas do país, direção de carros de 1950 e jantares elaborados com figuras históricas e culturais.

E MAIS: Dassault apresenta Falcon 5X em Bordeaux

Para um grupo de oito pessoas passar quatro noites, os preços começam em US$ 40.000 (cerca de R$ 160.000), incluindo todas as atividades, hotéis e refeições.

Esse é um desenvolvimento importante para a Victor, que até então tinha como foco vender aluguel de voos privados como “empty leg”, em que viajantes só de ida podem, às vezes, conseguir descontos de última hora, se o avião for vazio ao destino.

Comentários
Topo