Colunas

Australianos reúnem-se com guarda-chuvas com as cores da França em tributo às vítimas de Paris

Reprodução

Reprodução

Normalmente vazia, a praia Henley Beach, no sul da Austrália, foi transformada em um oceano de guarda-chuvas azuis, vermelhos e brancos. Mais do que uma bela intervenção artística elaborada pelo artista surrealista Andrew Baines, o ensaio é um tributo às vítimas dos ataques de Paris.

VÍDEO: Entenda em 10 minutos como nasceu a crise no Oriente Médio, que chegou à França

“Eu me senti inútil e queria agir de alguma forma”, disse Baines ao portal de notícias Mashable Australia. Por meio de Facebook, estações de rádio locais e o conselho local, ele convocou os participantes uma semana após a tragédia. A intervenção ocorreu na manhã do último domingo (22), com mais de 100 adultos, muitas crianças, um bebê e dois cachorros reunidos na areia.

VEJA TAMBÉM: 5 grupos terroristas que mais matam no mundo

“Eu sabia que haveria uma brilhante luz da manhã iluminando o surfe e o ensaio, com uma claridade pura, combinada com o oceano, um símbolo de emoção”, explicou Baines. “Isso funcionou perfeitamente.” Para explicar a escolha da praia, Baines diz que viveu no litoral durante toda a sua vida e que isso inspira seu trabalho. “A praia se tornou meu coração, minha inspiração, metáfora para a minha vida e cenário para muitas de minhas pinturas e sessões de fotografia.”

Comentários
Topo