Colunas

Culpa do Uber? Maior empresa de táxi de São Francisco pede falência

Yellow Cab

A Yellow Cab Co-Op, maior empresa de táxis de São Francisco (EUA), entrou com um pedido de falência. O jornal “San Francisco Examiner” teve acesso à carta aos acionista escrita pela presidente da cooperativa de taxistas, Pamela Martinez. Segundo ela, a empresa precisa se reestruturar devido a “grandes problemas financeiros”, causados por suas dívidas e pela crescente concorrência de empresas de tecnologia, como Uber e Lyft.

VEJA TAMBÉM: Uber lança serviço que pode fazer papel do ônibus em Seattle

A competição está forte, cada vez mais clientes optam por utilizar os novos serviços, que são mais baratos e práticos. Para piorar, a Yellow Cab Co-Op passou por diversos processos e teve de pagar US$ 8 milhões para uma passageira que ficou paralisada após um acidente em um de seus carros.

Além disso, os próprios motoristas também estão migrando para os sites de carona, já que podem trabalhar com horários mais flexíveis. Pamela afirmou em sua carta que “é preciso ter, não apenas mais condutores, mas condutores que gostem de dirigir um táxi para que melhores oportunidades de ganhar a vida nesse ramo possam ser oferecidas”.

SAIBA MAIS: Tradicionais táxis pretos de Londres serão substituídos por modelos elétricos

Uber e Lyft juntos arrecadaram juntas, no mês em que a Yellow Cab Co-Op declarou falência, cerca de US$ 3 bilhões. Por conta disso, muitas empresas de táxis e seus funcionários têm se declarado contra os aplicativos.

Comentários
Topo