Colunas

Salão da Alta Relojoaria encerra após mais um ano de sucessos em Genebra

Divulgação

Divulgação

O Salão Internacional da Alta Relojoaria (SIHH) foi encerrado nesta sexta-feira (22), em Genebra, na Suíça. O grande destaque da 26ª edição foi a expansão do número de expositores para 24 com inauguração do primeiro “Carré des Horlogers”, uma área exclusiva para nove artesãos independentes, como Christophe Claret, Hautlence e HYT, que representam o melhor da “nova relojoaria”.

SAIBA MAIS: 7 lançamentos de luxo no Salão Internacional de Alta Relojoaria

A SIHH 2016 inaugurou um estilo completamente inovador, com cores mais amenas e arquitetura contemporânea, mas manteve a atmosfera que torna a feira tão especial e única. A “nova” área recebeu 14.500 visitantes de diversos lugares do mundo, além de ter mantido o credenciamento de 1.200 jornalistas ao redor do globo.

E MAIS: Audemars Piguet mostra suas novidades na Suíça

O grande destaque, no entanto, foram as novidades dos 15 principais expositores, uma reunião das mais renomadas relojoarias do mundo: A.Lange & Söhne, Audemars Piguet, Baume & Mercier, Cartier, Greubel Forsey, IWC, Jaeger-LeCoultre, Montblanc, Panerai, Parmigiani, Piaget, Richard Mille, Roger Dubuis, Van Cleef & Arpels e Vacheron Constantin.

VEJA TAMBÉM: 4 lançamentos da Vacheron Constantin no salão de relojoaria na Suíça

Sucesso absoluto, a área “Carré des Horlogers” teve nove expositores: Christophe Claret, De Bethune, H. Moser & Cie, Hautlence, HYT, Kari Voutilainen, Laurent Ferrier, MB&F e Urwerk.

A próxima edição da SIHH já está marcada para o dia 16 de janeiro de 2017, em Genebra, na Suíça.

Comentários
Topo