Colunas

Conheça o maior diamante azul que já foi a leilão do mundo

Diamante azul 1

Reprodução

A pedra De Beers Millennium Jewel 4 ficou conhecida quando quase foi roubada durante uma exposição no Domo do Milênio, atual Arena O2, em Londres. Agora, a peça será leiloada por lance mínimo de US$ 36 milhões.

O diamante azul, revelado pela companhia De Beers em 2000, pertence a uma coleção privada da Ásia. É um dos doze integrantes da Beers Millennium Jewels, um conjunto de diamantes raros com onze peças azuis e uma incolor.

LEIA MAIS: Diamante de US$ 20 milhões é descoberto na África

Em 2002, o brilho da peça chamou a atenção de uma gangue londrina, que pensou ser uma boa ideia tentar roubar o maior diamante da história a ser leiloado, junto de suas peças irmãs. Um policial, desconfiado da ação do grupo, substituiu as peças por réplicas e ocasionou a prisão dos membros da gangue por 18 anos.

A De Beers Millennium Jewel 4 é proveniente da mina Cullinan, na África do Sul. É extremamente rara e uma das únicas doze outras peças azuis acima de 10.10 quilates do mundo. O atual dono, um colecionador asiático, decidiu vender a pedra para a Sotherby’s de Hong Kong no dia 5 de abril do ano passado.

E AINDA: Joias de ex-ditador das Filipinas serão leiloadas

Até agora, a maior pedra já vendida em um leilão foi o Blue Moon of Josephine, um diamante azul, anunciado em novembro de 2015. A peça foi vendida por US$ 48,4 bilhões para o empresário de Hong Kong, Joseph Lau, em um leilão na Sotherby’s de Genebra.

 

Comentários
Topo