Colunas

Depois de SP, Dîner en Blanc pode ir ao Rio e mais seis capitais até 2017

 (10)

Foto Lauro Uezono/Divulgação

Depois de fazer sua estreia no Brasil com um evento em São Paulo no sábado, o sofisticadíssimo Dîner en Blanc pode ganhar edições em outras sete capitais brasileiras entre 2016 e 2017.  A começar, pelo Rio de Janeiro.

A primeira edição do evento no Brasil reuniu 1 mil pessoas no Parque Burle Marx, em São Paulo, no sábado (19/03).

– Em cada cidade, o evento vai ter uma particularidade – diz Tami Meza, uma das anfitriãs.

Momento Sparkling Foto José Idalgo (2)

Radicada no Canadá, onde está a sede da Dîner en Blanc International, Tami trouxe o mundialmente famoso jantar a céu aberto ao Brasil em sociedade com Fernando Elimelek, dono da Playcorp – empresa que tem a expertise de realizar o Réveillon e o Natal Iluminado da Avenida Paulista, o Skol Sensations, o Camarote Brahma e o Rio Harley Days.

O terceiro sócio no Brasil é Joe Nagi, do Dîner e Blanc Internacional.

Adriana Alves, Olivier Anquier, Tami Meza, Fernando Elimelek e Joe Nagi Foto Lauro Uezono (53)

Tami Meza, entre os sócios (D) e o chef Olivier Anquier (E) – Foto Divulgação

Além das outras sete cidades brasileiras, o elegante jantar em local misterioso deve voltar a São Paulo no próximo ano, em um novo cenário.

– Os lugares nunca são repetidos – avisa Tami.

Criado em Paris em 1988, o Diner en Blanc é realizado atualmente em cerca de 65 países, sempre com as mesmas regras: obrigação de vestir de branco da cabeça aos pés, necessidade de ser convidado por alguém, proibição de usar pratos e talheres descartáveis, ter mais de 18 anos para participar e realização em lugar emblemático a céu aberto, mantido em segredo até a hora do evento.

Os organizadores já iniciaram a sondagem de locais no Rio de Janeiro para a realização do jantar.

Foto Lauro Uezono (16)

 

 

 

 

 

Comentários
Topo