Colunas

Ex-bilionário morre em acidente um dia após ser acusado de fraudar licitações

Getty Images

Getty Images

O ex-bilionário Aubrey McClendon morreu na manhã desta quarta-feira (2) aos 56 anos em um acidente de carro em Oklahoma, nos Estados Unidos. O cofundador da empresa de petróleo e gás Chesapeake Energy foi indiciado pela procuradoria federal dos Estados Unidos para prestar depoimentos sobre possíveis fraudes em licitações quando ele ainda era CEO da companhia.

VEJA TAMBÉM:30 bilionários mais jovens do mundo em 2016

McClendon deveria comparecer à corte norte-americana na noite de hoje. De acordo com o departamento de polícia de Oklahoma City, “ele praticamente dirigiu direto para a parede”. Ontem, o ex-bilionário havia feito um pronunciamento público para se defender das acusações. “Qualquer um que me conhece, conhece minha história e da indústria em que tenho trabalhado há 35 anos e sabe que não poderia ser culpado de violar as leis antitruste”, afirmou.

SAIBA MAIS: 31 maiores bilionários brasileiros

Em 1983, o norte-americano fundou a Chesapeake Energy com Tom L. Ward. Ela foi uma das primeiras a aproveitar as grandes oportunidades proporcionadas pelas novas tecnologias para explorar petróleo e gás natural. McClendon fazia parte de um grupo liderado pelo empresário Clayton Bennett que comprou o time de basquete Seattle SuperSonics e mudou a franquia para Oklahoma City. Ele apareceu pela última vez na lista de bilionários de FORBES em 2012.

Comentários
Topo