Colunas

Com aporte de herdeiro da Schincariol, Samba Tech desembarca nos EUA

 

samba2

A Samba Tech, de Minas Gerais, está acionando seu trem de pouso nos Estados Unidos.

A maior distribuidora independente de vídeos online da América Latina acaba de abrir um escritório em Seattle, na costa oeste do país. A equipe já trabalha na versão Beta de um novo aplicativo que será lançado especialmente para o mercado americano.

LEIA MAIS: Investidores já colocaram US$ 12 bi em startups neste ano

“A gente tem um sonho grande, que é entrar nos Estados Unidos. E para isso, vamos ter que ter um produto diferenciado”, diz o mineiro Gustavo Caetano, 33 anos, fundador e CEO do Samba Group.

A estreia no mercado americano será com um aplicativo de comunicação corporativa, que permitirá às empresas enviarem vídeos de dois minutos para funcionários e clientes. “Acreditamos que esse tipo de comunicação rápida, bidirecional, tenha grande chance de virar um hit”, aposta Caetano.

BILIONÁRIOS: 14 startups unicórnio que formaram bilionários

Depois de criar a versão Alfa do novo aplicativo na virada do ano, a empresa distribuiu recentemente uma versão Beta do “Snapchat corporativo’ para teste em cinco grandes multinacionais nos Estados Unidos – dos segmentos de refrigerantes, tecnologia, agrícola e data-center. Todas com mais de 100 mil funcionários. Depois da avaliação destas companhias, a ideia é lançar o aplicativo em junho. “Endosso é chave para chegar a um mercado. Se tenho uma grande marca usando nosso produto, é melhor para escalar”, diz Caetano.

 

sambatech

Gustavo Caetano, fundador e CEO da Samba Tech

 

COMBUSTÍVEL NO TANQUE

Para turbinar a chegada aos Estados Unidos, a Samba Tech recebeu em janeiro um aporte de capital de R$ 10 milhões, de José Augusto Schincariol, um dos herdeiros da companhia de bebidas Schincariol, vendida para a japonesa Kirin em novembro de 2011. O empresário tem usado parte da fortuna que recebeu com a venda da cervejaria para investir em empresas de tecnologia.

A equipe do escritório de Seattle já foi contratada – são basicamente americanos. A localização foi propositalmente escolhida por ser próxima à sede da Microsoft, com quem a empresa fechou um contrato estratégico. Pela parceria, a Samba Tech vai trocar o suporte de infraestrutura digital da Amazon Web Services (AWS) pelo serviço da gigante de Bill Gates.

RANKING: 17 empresas de tecnologia mais estressantes para trabalhar

O projeto da Samba Tech, que mistura vídeo e mobile, está sendo acompanhado diretamente pela vice-presidência da Microsoft. “Para eles, o aplicativo faz sentido. Não existe nada parecido”, diz o mineiro.“A Microsoft vai nos ajudar na expansão global”, festeja.

samba

Comentários
Topo