Superfície do Sol apresenta pontos escuros do tamanho da Terra

Reprodução/NASA
Reprodução/NASA

Depois de algumas semanas sem muitas atividades, o Sol voltou a apresentar uma série de manchas solares, regiões em que há uma redução de temperatura e pressão da massa gasosa da estrela.

A partir destes pontos, que, de acordo com o cientista Karl Battams, são do tamanho da Terra, fortes erupções solares podem acontecer em direção ao Sistema Solar.

VEJA MAIS: Em corrida espacial, bilionários reciclam foguetes

Os pontos são os primeiros, em três anos, a serem observados na face da estrela diretamente virada para o nosso planeta. Naquela época, no entanto, a quantidade e tamanho eram notavelmente menores do que os de hoje.

Os cientistas da Agência Espacial Norte-americana, a NASA, se dizem apreensivos com o que estes pontos podem significar para o campo magnético da Terra, que seria altamente afetado por explosões magnéticas desse porte.

E AINDA: Sonda Juno faz a primeira imagem de Júpiter

Além de interromperem os sistemas de comunicação do planeta e prejudicar satélites, o fenômeno acarretaria em espetaculares auroras boreais.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).