Colunas

Duque de Westminster, um dos homens mais ricos do Reino Unido, morre aos 64 anos

(Getty Images)

(Getty Images)

Gerald Cavendish Grosvenor, o 6° Duque de Westminster e um dos homens mais ricos do Reino Unido, faleceu repentinamente aos 64 anos, na tarde de ontem (9), em um hospital na Inglaterra.

Em um comunicado de imprensa postado pelo Grosvenor Group, imobiliária de sua família, representantes do Duque confirmaram sua morte, alegando que ele havia “ficado doente repentinamente” no mesmo dia mais cedo.

LEIA MAIS: 25 famílias mais ricas de 2016

No momento em que morreu, Grosvenor era a 114ª pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio estimado em US$ 10,8 bilhões.

A família de Grosvenor entrou no mercado de terras em 1677, com a aquisição de “2 km² de pasto, pântano e pomares” na Inglaterra, de acordo com o site da companhia. Desde então, eles têm cultivado uma fortuna apenas comprando grandes pedaços de terra ao redor do mundo. No momento presente, o Grosvenor Group tem mais de US$ 15 bilhões em terras.

LEIA MAIS: Mais ricos do mundo perdem fortuna com saída do Reino Unido da UE

Grosvenor, cujo patrimônio líquido foi afetado com o Brexit em junho deste ano, era dono de uma fortuna seguida de perto apenas pela família Hinduja, dona de um conglomerado multinacional, e por Simon e David Reuben, que fizeram milhões apenas com a venda de metais e terras.

De acordo com a BBC, um dos quatro filhos do Duque, Hugh, padrinho do príncipe George, filho de William e Kate, assumirá o ducado imediatamente. Ele será o sétimo membro da família a receber esse título.

Comentários
Topo