Colunas

Analista prevê novos modelos de iPhone para 2017

Apple está inovando adotando o modelo OLED, que funciona sem luz de fundo, sendo mais fina e clara que os painéis IPS LCD que são usados atualmente.

Apple está inovando adotando o modelo OLED, que funciona sem luz de fundo, sendo mais fina e clara que os painéis IPS LCD que são usados atualmente.

O analista da empresa KGI, Ming -Chi Kuo, é famoso por acertar previsões dos lançamentos da Apple. Ele foi bem-sucedido ao acertar os pré-lançamentos dos modelos 7, 6S e SE, e agora o analista revelou uma mudança significativa para o próximo lançamento da empresa.
Após confirmações de que o modelo SE não teria uma versão atualizada em 2017, uma nova pesquisa de Kuo explica o próximo passo da Apple.

“Os novos modelos de iPhone para 2017 serão três: um modelo OLED (que permite curvatura) e dois modelos TFT-LCD com telas de 11,94 cm e 13,97 cm, respectivamente. Acreditamos que os modelos OLED serão equipados com dual-camera”, afirma o analista.

LEIA MAIS: Apple cancela o upgrade anual do iPhone SE

Analistas do banco Barclays acreditam que se a revelação de Kuo estiver correta, ela traria boas e más notícias. A boa notícia é que a Apple está inovando adotando o modelo OLED, que funciona sem luz de fundo, sendo mais fina e clara que os painéis IPS LCD que são usados atualmente. OLED também cria um contraste com o LCD, sendo uma mudança para melhor.

A má notícia é que esta fragmentação da nova linha de iPhones vai deixar de lado os modelos mais simples e baratos. A adoção do OLED é esperada para o próximo ano – apenas nos iPhone 8 e 8 Plus -, com um preço mais alto que pode afastar clientes. Especialmente devido ao grande aumento de preço dos produtos Apple com o lançamento da nova linha MacBook Pro.

Nos Estados Unidos, com US$ 650 era possível adquirir o melhor modelo de iPhone. Agora, um modelo de US$ 650 tem menos memória, um display piorado, além da resolução da câmera e duração de bateria comparado a um modelo de US$ 770. Aparentemente, 2018 vai ser o ano em que a média de preço do iPhone será entre US$ 850-US$ 900.

VEJA TAMBÉM: Vendas da Apple caem pela primeira vez em 15 anos

A grande preocupação é que a Apple esteja esquecendo o consumidor comum. Os produtos da marca estão cada vez mais “aspiracionais”. Sempre foram de alto custo, mas atualmente um MacBook básico de 38 centímetros custa mais que um carro, por exemplo, nos Estados Unidos.

A Apple divulgou recentemente que as vendas dos novos MacBook Pros estão boas, enquanto as vendas do iPhone 7 Plus superaram as do iPhone 7 pela primeira vez. Isto significa que a estratégia da empresa está funcionando: o público está disposto a pagar mais caro pelo que a companhia tem de melhor a oferecer.

Comentários
Topo