Colunas

Pintura é vendida por US$ 24 milhões pelo Instagram

Postagem de Brett Gorvy no Instagram

(Reprodução/Instagram)

Muitos usuários podem utilizar o Instagram para postar coisas banais, como pratos bonitos e pedidos do Starbucks, mas negociadores de arte estão utilizando a rede social de compartilhamento de fotos para fazer grandes vendas.

Em 2015, Leonardo DiCaprio comprou uma pintura depois de vê-la no Instagram, e agora, um relatório de 2013 revela que quase metade dos compradores de peças de arte utilizam a rede social.

LEIA MAIS: Como o Instagram se tornou o motor de crescimento do Facebook

Brett Gorvy, ex-negociador de uma das maiores empresas de venda de arte, a Christie’s, descobriu o poder e a influência do aplicativo, quando ele postou a foto do campeão de boxe Sugar Ray Robinson, feita por Jean-Michel Basquiat, de acordo com o jornal inglês “Independent”. Ele postou a foto antes de entrar em um voo para Hong Kong, e quando ele chegou no local, 16 horas depois, recebeu mensagens de três compradores em potencial interessados na pintura. De fato, a obra foi vendida dois dias depois por US$ 24 milhões, o triplo do valor estabelecido em um leilão em 2007.

Gorvy não trabalha mais na Christie’s, mas afirmou ao site de notícias “Bloomberg” que o ocorrido “mostra o poder das redes sociais e a transformação do modo como as pessoas compram”. O aplicativo permite que compradores interessados de todos os locais vejam o que esses executivos da arte têm para oferecer e também permite que esses negociadores se mantenham informados sobre as tendências, além de observar os interesses dos colecionadores.

LEIA TAMBÉM: Vaso sanitário é coberto com 72 mil cristais Swarovski

Essa venda da obra de Basquiat surpreendeu todos no meio artístico. “Esse é o maior valor que eu já ouvi falar”, afirmou o leiloeiro Simon de Pury, em relação à venda pela plataforma. Enquanto antes as redes sociais serviam apenas para promover artistas e exibições, agora elas podem começar a ganhar destaque como um grande gerador de vendas.

Comentários
Topo