Colunas

Ladrões roubam réplica de medalha de Nobel da Paz indiano

Kailash Satyarthi

Kailash Satyarthi, de 63 anos, desistiu de uma carreira de engenheiro elétrico para ser ativista de direitos infantis (Getty Images)

Ladrões invadiram a casa do vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 2014, o indiano Kailash Satyarthi, em Nova Délhi e roubaram uma réplica da medalha do prêmio, disse a polícia nesta terça-feira (07/02).

O vice-comissário de polícia Romil Baniya informou à Reuters que a réplica foi levada da casa do ativista de direitos infantis após um arrombamento ocorrido no início da manhã.

“Iniciamos uma investigação para pegar os culpados”, disse Baniya na capital indiana.

LEIA MAIS: Bill Gates investe US$ 140 milhões na cura do HIV

Outros presentes e certificados que ficavam ao lado da réplica também foram roubados, disse Rakesh Senger, diretor do Bachpan Bachao Andolan, o movimento iniciado por Satyarthi, que está no exterior para uma conferência.

Não foi possível obter nenhum comentário seu de imediato.

A medalha do Nobel de Satyarthi está em exposição em um museu no palácio do presidente indiano, Pranab Mukherjee, desde que o laureado decidiu dedicar a medalha à nação em 2015.

LEIA TAMBÉM: Ex-primeira-dama britânica Cherie Blair leva mensagem de independência financeira às mulheres

Satyarthi, de 63 anos, desistiu de uma carreira de engenheiro elétrico em 1980 para fazer campanha contra o trabalho infantil. Desde então ele liderou numerosos protestos e manifestações pacíficas para chamar atenção para o sofrimento de crianças exploradas em nome do lucro.

Antes da perda de Satyarthi, a medalha e o certificado do Nobel de outro indiano, Rabindranath Tagore, que recebeu a honraria de literatura em 1913, foram roubados em 2004 da instituição que ele fundou, a Universidade Visva-Bharati, em Bengala Ocidental.

Os itens jamais foram recuperados.

Por Mayank Bhardwaj

Comentários
Topo