Colunas

Estrelado chef Gilles Tournadre faz jantares em São Paulo

jpl-gill-cuisine-16

Chef Gilles em ação. Em São Paulo, ele assumirá a cozinha do restaurante Eau. (Foto: Divulgação/Restaurant Gill)

Nas noites dos dias 14, 15 e 16 de março, a agência gastronômica Thakay, em parceria com o Grand Hyatt Hotel, realiza em São Paulo jantares executados pelo chef francês Gilles Tournadre, dono de duas estrelas Michelin e de quatro restaurantes na região de Rouen: Restaurant Gill (o vencedor do principal reconhecimento da gastronomia), Gill côté bistro, La Place e Le 37.

“Eu costumo dizer que, na cozinha, a estrela não é o chef, e sim os ingredientes. Na minha família, nós tínhamos fazenda, então sempre prestei atenção neles, na sazonalidade, e isso ficou me marcou, ficou na minha cabeça. Atualmente, as técnicas moleculares e de design são muito utilizadas. Mas, eu mesmo, não as utilizo, porque acho que podem sobrepor o sabor original dos alimentos. E o sabor é, na minha opinião, o que há de mais importante”, disse, em entrevista a Forbes Brasil, durante sua passagem pela capital paulista.

LEIA MAIS: 5 dicas de viagens gastronômicas com chefs celebridades

Entre os seus maiores sucessos, estão dois pratos: o pigeon au saung (pombo ao molho pardo) e o mille feuilles (mil-folhas). O primeiro é uma adaptação do canard au sang (pato ao molho pardo), prato típico da região. “Criei o pombo ao molho pardo com a intenção de individualizar a porção, que quando feita com pato, serve mais de uma pessoa”, explica. Já a sobremesa mil-folhas é sempre feita e montada na hora. Ela, inclusive, faz parte do menu preparado para os jantares em São Paulo. “No momento, estou ajustando e fazendo testes, pois a farinha e vários outros ingredientes são diferentes. Este é, aliás, um dos grandes desafios de se fazer um jantar fora da França.”

Em sua segunda passagem pelo país, Gilles declara que um dos seus maiores objetivos é promover a cidade de Rouen, localizada na região da Normandia. “Nós somos conhecidos pelo acervo artístico, já tivemos até uma exposição de Monet, visitada por muitos brasileiros. Em breve, teremos uma de Picasso. Gostaria de levar mais brasileiros até lá, para que conheçam mais da nossa gastronomia e história.”

Sobre a culinária brasileira, o chef francês reconhece que sabe pouco, mas diz ter a impressão de uma certa similaridade com a de seu país natal, onde cada região possui características específicas. Desta vez, Gilles teve a oportunidade de visitar o Mercado Municipal de São Paulo, onde conheceu um pouco mais sobre os ingredientes locais.

O menu servido no restaurante Eau terá seis etapas, com harmonização de vinhos e champanhe Taittinger, pelo valor de R$650,00 por pessoa. Para participar, é necessário entrar no Food Pass ou ligar para (11) 4111-8747. O jantar é o primeiro da série “A Mesa dos Chefs”, que têm sua próxima edição prevista para maio.

  • Detalhe do mil-folhas do chef Tournadre, que será servido nos jantares de São Paulo.

  • Uma de suas assinaturas, o pigeon au sang.

  • Ambiente do Restaurant Gill, localizado em Rouen

Detalhe do mil-folhas do chef Tournadre, que será servido nos jantares de São Paulo.

Comentários
Topo