Colunas

Conheça o novo Galaxy S8 da Samsung

Além de trazer tecnologias muito inovadoras, o Galaxy S8, da Samsung, lançado na semana passada, já está sendo considerado o smartphone mais bonito já produzido.

LEIA MAIS: Samsung oferece Note8 pela metade do preço para clientes que devolverem o 7

Veja, na galeria a seguir, características do novo modelo, o Galaxy S8, que promete revolucionar o mercado de smartphones:

  • Não há um tema melhor para começar a falar sobre o novo Galaxy do que sua parte externa: a fabricante sul-coreana criou um design realmente impressionante. Aparentemente – e provavelmente – este é o futuro dos smartphones.

    Um dos destaques é a nova tela – um painel de 5,8 polegadas em um aparelho que é um pouco maior e mais pesado do que o iPhone 7 de 4,7 polegadas. Mas, primeiro, é importante discutir a construção geral, já que a Samsung desenvolveu mais do que apenas uma enorme tela, diferente de aparelhos como o LG G6 e o Xiaomi MiMix.

  • Considerando que os dois aparelhos são sólidos, angulares e bastante pesados, o Galaxy S8, de 155g, é apenas 3g mais pesado do que o Galaxy S7, de 5,1 polegadas, e 17g mais pesado do que o iPhone 7. E, como o aparelho é quase tão fino quanto o iPhone 7 (68,1 mm contra 67,1 mm), ele realmente aparenta ser pequeno quando está na palma da mão. Além disso, praticamente qualquer pessoa deve se sentir confortável ao usar o seu teclado – e esta é uma grande redefinição da mentalidade que temos sobre celulares grandes.

    Compare as medidas de alguns modelos:

    – Galaxy S8, 148,9 x 68,1 x 8,0 mm e 155g
    – Galaxy S7, 142,4 x 69,6 x 7,9 mm e 152g
    – LG G6, 148,9 x 71,9 x 7,9 mm e 163 g
    – iPhone 7, 138,3 x 67,1 x 7,1 mm e 138 g

    Para completar, as curvas do aparelho devem ser levadas em conta. As belas bordas afinadas dão a sensação de que o Galaxy S8 é ainda mais fino do que os 8 mm que realmente possui. O acabamento é praticamente perfeito: quase não há divisórias entre o chassi e a tela e as portas do alto-falante e outras aberturas fazem o aparelho parecer algo da natureza e não um amontoado de componentes. O novo design da Samsung superou completamente a Apple.

    Ainda assim, o Galaxy S8 não é perfeito. Algumas pessoas podem achar o telefone alto demais, o que as leva a preferir um dispositivo com uma tela menor, capaz de ser manejado com apenas uma das mãos.

  • A obsessão da Samsung com seu próprio software fez com que os botões de volume ficassem posicionados em um local alto demais, de forma a adicionar um botão dedicado exclusivamente a Bixby, a assistente virtual dos Galaxys. Além disso, o sensor de impressão digital está localizado na parte traseira da smartphone, ao lado da lente da câmera. Ou seja: as chances de sujar a lente cada vez que tiver que desbloquear o dispositivo são altas.

    Outras características do Galaxy S8 são a existência de um plug para fone de ouvido na parte inferior, certificação IP68 (ou seja, você não precisa se preocupar caso o aparelho molhe e ainda pode usá-lo para fazer fotos e vídeos embaixo da água), um slot para cartão microSD e um USB Tipo C (que chega após os problemas com o do Galaxy S7 no ano passado). O único alto-falante mono externo não é algo surpreendente, mas a sua qualidade é superior ao Galaxy S7.

    Em tempo: o assistente virtual da Samsung estará disponível no Brasil a partir de junho, mas apenas em inglês.

  • No geral, os pontos positivos do novo aparelho são: o design incrível, a qualidade da construção, o desenho compacto e a durável. Mas há alguns aspectos negativos, como os controles de volume mal posicionados, o sensor de impressão digital mal localizado, um botão Bixby sem sentido e um alto-falante mono monótono.

    Mais uma vez a Samsung criou um display jamais visto em um smartphone. A tela OLED de 5,8 polegadas é surpreendentemente brilhante e tem um ótimo contraste. É claro que o seu tamanho ajuda a torná-lo impressionante, mas isso só aumenta a pressão que o telefone carrega para ter um excelente desempenho. Mas nem tudo é perfeito. Agora, como padrão, a tela oferece resolução de 2.224 x 1.080 pixels (Full HD+) – ou seja, inferior à resolução 2.960 x 1.440 pixels (QHD+) aplicada anteriormente. Para mudar isso, o usuário terá que acessar as configurações do dispositivo. A explicação da Samsung para a troca é o aumento da autonomia da bateria.

  • A Samsung utilizou o mais recente e melhor hardware (chip Qualcomm Snapdragon 835 nos EUA e Samsung Exynos 8895 na Europa e na Ásia, além de 4GB de RAM), capaz de suportar qualquer jogo que o usuário encontrar na Play Store sem nenhuma dificuldade. Ele também é rápido para abrir aplicativos e geralmente é muito sensível.

    A câmera frontal do dispositivo do novo smartphone traz uma surpresa: ela também funciona como uma ferramenta de segurança para reconhecimento facial e da íris. Apesar de ser possível enganar o dispositivo que escaneia o rosto com uma foto, a outra ferramenta é extremamente segura e rápida.

    Apesar disso, há a possibilidade de haver frustrações, já que a Samsung continua não dando muita importância às alternativas de armazenamento interno de alta capacidade, como a Apple faz com o iPhone. O cartão MicroSD (escondido dentro do slot para cartão SIM) é o motivo para tal comportamento, mas como a Samsung é uma fabricante de armazenamento (e abastece a Apple com módulos de 128 GB e 256 GB), ela pode estar perdendo uma grande oportunidade.

  • As novidades do novo smartphone da Samsung parecem ter agradado aos consumidores. Uma recente pesquisa feita pela “Morning Consult” revelou que a característica mais atraente do Galaxy S8 é o fato de ser à prova d’água. 61% dos entrevistados afirmaram que este recurso significa que eles são “um pouco” ou “muito mais” susceptíveis à comprarem o aparelho.

Não há um tema melhor para começar a falar sobre o novo Galaxy do que sua parte externa: a fabricante sul-coreana criou um design realmente impressionante. Aparentemente – e provavelmente – este é o futuro dos smartphones.

Um dos destaques é a nova tela – um painel de 5,8 polegadas em um aparelho que é um pouco maior e mais pesado do que o iPhone 7 de 4,7 polegadas. Mas, primeiro, é importante discutir a construção geral, já que a Samsung desenvolveu mais do que apenas uma enorme tela, diferente de aparelhos como o LG G6 e o Xiaomi MiMix.

Comentários
Topo