Colunas

Leilão de brincos pode chegar ao valor recorde de US$ 68 milhões

(Reprodução/FORBES)

Peças nomeadas em homenagem a Apolo (deus do sol) e Ártemis (deusa da lua)(Reprodução/FORBES)

Um par de brincos coloridos e sofisticados, oferecidos separadamente, será um dos principais itens do leilão que a Sotheby’s vai realizar em 16 de maio, em Genebra, na Suíça. A casa afirma que, juntas, as peças devem formar o par de brincos mais valioso já leiloado.

LEIA TAMBÉM: Conheça a coleção de joias criada a partir de um diamante perfeito de 342 quilates

A perspectiva é que o “The Apollo Blue” (“O Apolo Azul”), diamante de um azul intenso de 14,54 quilates, arrecade entre US$ 38 milhões e US$ 50 milhões, enquanto seu par, o“The Artemis Pink” (“O Ártemis Rosa”), diamante de um rosa intenso de 16 quilates, seja comercializado por algo entre US$ 12,5 milhões e US$ 18 milhões no leilão.

“Os diamantes Apolo e Ártemis serão as estrelas das nossas vendas de maio em Genebra – até agora o par de brincos mais importante já oferecido em um leilão”, disse David Bennett, presidente da divisão internacional de joias da Sotheby’s. “Esses elegantes diamantes coloridos são extremamente raros e cada um é uma pedra maravilhosa e única. Juntos, como um par de brincos, eles são de tirar o fôlego.”

VEJA MAIS: Roupas, letras e guitarras de Bruce Springsteen vão a leilão

As peças foram nomeadas em homenagem a Apolo (deus do sol) e Ártemis (deusa da lua), irmãos gêmeos que estão entre os deuses mais venerados da Grécia Antiga.

O Apollo Blue, em formato de pêra, é classificado como um diamante tipo llb – uma espécie rara, que representa menos de 1% de todos os diamantes existentes. Nos últimos anos, a única mina a produzir esses diamantes azuis com alguma regularidade é a Cullinan, na África do Sul. Quando estão em plena produção, menos de 0,1% dos diamantes mostram essa coloração azul, de acordo com o Instituto de Gemologia da América, que classificou ambos os diamantes e publicou relatórios sobre eles. Uma porcentagem extremamente pequena foi avaliada como Fancy Vivid Blue, caso da peça que irá a leilão.

E MAIS: Designer de “Game of Thrones” lança coleção de joias inspirada na série

Enquanto isso, o Artemis Pink, também em forma de pêra, foi avaliado pela mesma entidade como um diamante tipo lla, categoria que engloba “a espécie mais quimicamente pura” de diamantes. A incidência de cristais cor de rosa continua extremamente rara. De acordo com o instituto, de todos os diamantes avaliados a cada ano, “não mais de 3% são classificados como diamantes coloridos e menos de 5% deles são predominantemente rosas”.

“Dessa forma, uma pedra Fancy Intense Pink de uma cor tão rica e de tamanho tão impressionante só pode ser descrita como um fenômeno raro”, afirma a casa de leilão.

Comentários
Topo