Colunas

Jeff Bezos pede ajuda no Twitter sobre como doar seu dinheiro

Bilionário pediu opinião para usuários do Twitter (Foto: GettyImages)

O bilionário fundador da Amazon.com, Jeff Bezos – o terceiro homem mais rico do mundo segundo FORBES, com patrimônio de US$ 72,8 bilhões -, usou nesta quinta-feira (15/06) uma fonte pouco convencional para inspiração sobre como doar parte de sua riqueza: o Twitter.

LEIA MAIS: Saiba quem é o brasileiro que faz parte do Giving Pledge

“Quero que grande parte da minha atividade filantrópica seja para ajudar pessoas no aqui e agora – curto prazo – na intersecção da necessidade urgente e do impacto duradouro”, disse Bezos, em uma publicação no microblog. “Se você tiver ideias, somente responda a este tuíte com a ideia (e se você achar que esta abordagem é errada, amaria ouvir isto também).”

O pedido sinalizou uma mudança para Bezos, que investiu em apostas de longo prazo como exploração espacial e se manteve quieto sobre outras ofertas.

O executivo de e-commerce disse que irá vender cerca de US$ 1 bilhão de ações da Amazon anualmente para financiar sua companhia Blue Origin, que busca cortar o custo da viagem espacial e dar início ao empreendedorismo no cosmos.

Para filantropia, Bezos tem apoiado uma fundação administrada por seus pais que foca em educação. Sua família também deu mais de US$ 40 milhões para o Centro de Pesquisas sobre o Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, não muito longe da sede da Amazon.

Mesmo assim, Bezos ainda precisa tornar a caridade um pilar do seu trabalho, como fizeram Bill Gates, da Microsoft, e Mark Zuckerberg, do Facebook. Bezos não se juntou a eles e a outros 167 dos mais ricos do mundo na promessa de dedicar mais da metade de suas fortunas à filantropia.

Perguntado em uma entrevista com Charlie Rose no ano passado se um dia iria rivalizar com a nobreza de Bill Gates, Bezos brincou: “Sim, se houver algo restante após eu terminar a Blue Origin”.

Sua publicação no Twitter gerou quase quatro mil respostas em três horas.

Recomendações variavam de programas alimentares para crianças, proteção de florestas à ajuda aos sem-teto.

“Reutilize contêineres de remessas para dar micro-casas para os sem-teto”, tuitou o jornalista e analista John Koetsier. “Dê a eles um lugar seguro e seco para dormir, então trabalhe em mais necessidades.”

(Com Reuters)

Comentários
Topo