Colunas

Google espera treinar 10 milhões de pessoas na África

iStock

O Google anunciou planos para fornecer mais de US$ 3 milhões em financiamento sem contrapartida para mais de 60 startups africanas nos próximos três anos (iStock)

O Google, da Alphabet, quer treinar 10 milhões de pessoas na África em habilidades online nos próximos cinco anos, em um esforço para capacitá-las para o mercado de trabalho, disse Sundar Pichai, presidente-executivo da empresa nesta quinta-feira (27).

LEIA MAIS: Os 25 Melhores CEOs do Brasil

A gigante norte-americana de tecnologia espera, ainda, treinar 100 mil desenvolvedores de software na Nigéria, Quênia e África do Sul, disse uma porta-voz.

A promessa do Google marca a expansão de uma iniciativa lançada em abril de 2016 para treinar jovens africanos em habilidades digitais. A empresa anunciou, em março, que havia atingido a meta inicial de treinamento de um milhão de pessoas.

A empresa está se “comprometendo a preparar, nos próximos cinco anos, mais 10 milhões de pessoas para empregos no futuro”, disse Pichai, em uma coletiva de imprensa em Lagos, na Nigéria.

O Google também anunciou planos para fornecer mais de US$ 3 milhões em financiamento sem contrapartida para mais de 60 startups africanas nos próximos três anos, além de orientação e acesso a espaços de trabalho.

VEJA TAMBÉM: Google inclui povos da Amazônia em renovação do Google Earth

Além disso, o YouTube lançará um novo aplicativo, o YouTube Go, que visa melhorar a transmissão de vídeo em redes lentas, disse Johanna Wright, vice-presidente de YouTube.

O YouTube Go foi testado na Nigéria em junho e a versão de testes será oferecida globalmente ainda este ano, disse ela.

Comentários
Topo